quinta-feira, 23 de maio de 2013

Alckmin prestou apoio a acusado de ser líder do PCC; assista



Geraldo Alckmin, do PSDB-SP, atual governador do Estado de São Paulo, prestou apoio político à candidatura de Ney Santos, suposto líder de facção criminosa - jornalistas abaixo referidos relatam que tal organização seja o PCC (Primeiro Comando da Capital) ´- por ocasião da candidatura do mesmo ao cargo de deputado federal em 2010.


Ney Santos, além de ex-presidiário (preso e condenado por roubo em Marília e, segundo o Jornal da Globo, posteriormente absolvido), foi declarado suspeito de enriquecimento ilícito (veja acusações abaixo). Detinha uma Ferrari avaliada em mais de um milhão e meio de reais (valores de 2010), além de um Porsche Cayenne (avaliado em mais de trezentos mil reais). Segundo a polícia, Ney Santos teria um patrimônio avaliado em 50 milhões de reais (idem). De acordo com o delegado Raul Godoy, tal evolução patrimonial teria ocorrido de 2006 a 2010: em apenas quatro anos. Ao TSE, o candidato teria declarado um patrimônio de pouco mais de um milhão de reais.

O patrimônio incluiria, além de uma Ferrari, três casas em condomínios de luxo, trinta postos de gasolina, além de 40 empresas no total, entre outros. Perguntado sobre o segredo de tal sucesso, Ney respondeu: "Deus. Bênção de Deus". O candidato apoiado por Geraldo Alckmin passou a ser investigado, naquela ocasião, por estelionato, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, tráfico de drogas,  sonegação fiscal e adulteração de combustíveis.

Posteriormente, o candidato foi eleito vereador em Embu, com mais de 6% dos votos válidos: o maior percentual do estado.

Cabe indagar: qual o valor do apoio de um político a outro? Preocupam-se com o histórico dos mesmos? "Vale tudo" por alianças e poder? Geraldo Alckmin pode alegar ser um defensor da moral e do Estado, prestando este tipo de apoio? Qual é o nível de envolvimento de Alckmin com Ney Santos? Existe envolvimento com o PCC? Percebe-se a gravidade do fato de um governador apoiar um líder de uma facção criminosa que dimana o terrorismo pelo estado, inclusive com o extermínio de policiais, carcereiros e outros funcionários - agentes do Estado - e parentes dos mesmos? Qual foi o resultado de tais investigações e apreensões? Como o candidato foi eleito? Quem pode esclarecer isto à população?

Mídias:

Alckmin prestando apoio político a suposto líder do PCC: 



Ney Santos: reportagem da NGT:


Ney Santos - informações:

Ney Santos afirma ser vítima de perseguição política:

Lígia Ferreira é analista de sócio-mecanismos.

Comentários
0 Comentários

UOL Cliques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...