quinta-feira, 13 de junho de 2013

"El País" critica falta de reação dos brasileiros à corrupção



Artigo no jornal El País. Imagem: Reprodução
Relembre ou conheça: El País, jornal espanhol, criticou, em julho de 2011, por meio do jornalista Juan Arias, a falta de reação dos brasileiros à corrupção. Ressaltou a falta de indignação e a inércia dos brasileiros diante de tais fatos.

Comentou-se, ainda, a crise pela qual passava o governo Dilma Rousseff, com a queda de dois ministros de Estado em apenas 6 meses. Referiu-se à "herança" de seu antecessor, Luís Inácio "Lula" da Silva, o qual também teve seu governo marcado pela corrupção, no que se destacou o caso do "mensalão".

Estudiosos, sobretudo sociólogos, estariam se questionando, segundo Juan Arias, por que razão os brasileiros, apesar de crerem que "todos os políticos são ladrões" (o que aventaria uma percepção elevada e, talvez, exagerada quanto ao estado da corrupção no Brasil) e que "ninguém vai preso" (expondo a percepção, pelo brasileiro, da impunidade predominante quanto a políticos brasileiros). Desse modo, constatou-se a inércia do brasileiro, questionando-se por que razão os cidadãos brasileiros não se uniriam à "onda de indignação" que percorria, naquele momento, o Mundo.

Afirmou-se: “Será que os jovens, especialmente, não têm motivos para exigir um Brasil não só cada dia mais rico, ou menos pobre, mais desenvolvido, com mais força internacional, senão também um Brasil menos corrupto em suas esferas políticas, mais justo, menos desigual, onde um não ganhe até 10 vezes mais do que um professor e um deputado 100 vezes mais, ou onde um cidadão comum, depois de anos de trabalho seja gratificado com 650 reais (400 euros) e um funcionário público com até 13 mil euros” (tradução de IMIL).

Qual é a sua posição a respeito deste caso? Por que o país se destaca pela inércia? Qual é a razão de o brasileiro ter, em certa medida, consciência da corrupção generalizada, sem, de fato, lutarem contra isto? Ocorre um exagero, de modo que existe, de fato, uma luta concreta por boa parte dos brasileiros? Manifeste sua opinião e contribua para o diálogo democrático.

Lígia Ferreira é analista de sócio-mecanismos.

Com El País e IMIL.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...