terça-feira, 11 de junho de 2013

"Ganho R$4 mil e recebo R$232 do Bolsa Família. Se eu não pego, outro pega", afirma beneficiário



Bolsa Família. Charge: Jacobsen
Em comentário a recente postagem a respeito das fraudes no Bolsa Família (leia clicando aqui), um internauta comentou sobre o próprio caso, alegando ser beneficiário do Bolsa Família, ainda que a  sua renda familiar seja de R$4.000,00 (os nomes dos envolvidos foram omitidos):

"TO QUERENDO É NOVIDADE . tenho uma renda familiar somados eu e muier dá + ou - 4,000,00 e recebo 232,00 do bolsa família. nos não pedimos , eles vinharam em minha casa e ofereceram a minha esposa. as vezes mim sinto um lixo ,como moro em um bairro pobre a que de salvador, talves eles acharam diferente !! se eu nao pegar outro pega irmao."


Recebeu uma reação negativa, tendo em vista certa desonestidade. Em seguida, justificou expondo o valor que pagaria apenas ao imposto de renda.


Em seguida, recebeu a réplica:

A despeito de poder parecer, a alguns, uma questão superficial ou corriqueira, pode ser extraída uma discussão razoável deste fato. Em que medida a situação de desonestidade generalizada justifica ou até coage os cidadãos a se imiscuírem nesta situação? Até que ponto o cinismo pode impregnar os cidadãos, tendo em vista o preexistente estado de patologia do sistema social, assim como a corrupção no meio político?

Sob que medida a excessiva carga de impostos, inclusive de renda, pode justificar sonegação ou fraude no recebimento de benefícios sociais? Qual é o limiar que separa um programa social de um programa de compra de votos? Manifeste sua opinião e contribua para o diálogo democrático.
Lígia Ferreira é analista de sócio-mecanismos.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...