quinta-feira, 6 de junho de 2013

Protesto no Rio contra aumento de passagens gera confronto com a polícia



Confronto. Imagem: Fabio Teixeira/Estadão Conteúdo.

Um protesto contra o aumento das passagens de ônibus gerou tumulto e posterior conflito com o Batalhão de Choque no centro do Rio. O início deu-se na Avenida Presidente Vargas, tendo sido obtido o "controle" da situação pelo Batalhão de Choque na altura da Central do Brasil.

Ambos os lados reclamaram de violência "excessiva" e "truculência". Dois manifestantes foram atendidos na Coordenação de Emergência Regional após serem atingidos por tiros de borracha.

Segundo a polícia, alguns manifestantes atiraram pedras portuguesas contra os soldados, tendo sido encaminhados à 4º DP. Negou que qualquer deles tenha sido preso.

O aumento das passagens foi de 7,2% (de R$2,75 para R$2,95), passando a viger no sábado.

Qual é a sua posição? Trata-se de um aumento natural e legítimo, tendo em vista a inflação, ou é abusivo, haja vista o estado do transporte público em geral? Este confronto foi necessário ou poderia ser evitado? O modus operandi da manifestação foi o ideal? Comente e contribua para o diálogo democrático.

Lígia Ferreira é analista de sócio-mecanismos.



Com informações de Estadão e G1.
Comentários
0 Comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...