sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Rebelo, ministro de Dilma, reclama de Globo ter interrompido novela para transmitir protestos contra a Copa


Aldo Rebelo. Imagem: Charles Guerra/ClicRBS
ministro do Esporte defendeu hoje que os protestos contra a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil foram criação da mídia. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, Aldo Rebelo ressaltou que as reivindicações dos protestos de junho eram por melhores condições de saúde, educação, segurança e transporte público. Para o ministro, a população não é contra a Copa; a questão foi destacada porque, segundo ele, havia um interesse em usá-la pra fazer oposição ao governo.


"A mídia estimulou bastante. Eu via na Globonews os jornalistas transmitindo e quase que estimulando e convocando as manifestações, isso aconteceu. O Jornal Nacional e as novelas sendo interrompidos para transmitir as manifestações. Isso eu acompanhei, isso eu vi. Quando eu fui presidente da UNE fiz muitas manifestações contra a ditadura e nunca vi nenhuma rede de televisão transmitir nenhum momento".

Leia também: FIFA sugere arrependimento e diz que não tolerará protestos em 2014


O ministro do Esporte está em Porto Alegre com uma comitiva da Fifa e do Comitê Organizador Local da Copa de 2014 para vistoriar as obras do estádio Beira-Rio. Serão recebidos também o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e os membros do COL Ronaldo e Bebeto. O grupo também verá os trabalhos de duplicação da Avenida Beira-Rio. 

Leia também: Em protesto contra a Copa, grupo queima pneus e fecha via em frente a estádio que custou R$1 bilhão


Aldo Rebelo salientou que visita as obras dos estádios da Copa a cada três meses para verificar se a execução dos projetos condiz com as informações recebidas pelo ministério.

"Veremos se o estádio mantém o índice de evolução mês a mês que assegure a conclusão das obras em dezembro, que é o tempo que imaginamos para a entrega do Beira-Rio, para que possa ser submetido aos eventos-teste e aos planos operacionais".

Obras de mobilidade urbana

O ministro comentou o fato do cronograma de obras de mobilidade urbana estar atrasado. Para Aldo Rebelo, mesmo que não fiquem prontas até a Copa, ficarão como um patrimônio para as cidades-sede.

"Essas obras não constam dos encargos que acertamos com a Fifa, são da matriz de responsabilidade do PAC, já estavam previstas, independente do Brasil receber a Copa. Criamos a matriz no sentido de antecipar a execução das obras pra que a Copa fosse realizada em melhores condições. As obras que não forem entregues antes serão entregues pouco depois, não significará um prejuízo para a Copa do Mundo".

Obras do entorno da Arena

O ministro Aldo Rebelo sinalizou que o governo federal vai fazer investimentos nas obras do entorno da Arena do Grêmio, em parceria com os governos estadual e municipal.

"É uma área que sofreu degradação, ficou quase abandonada pelo poder público. São obras importantes para a população de Porto Alegre. São obras importantes para quem chega e quem sai de Porto Alegre. Quem vive ali, em habitações precárias, precisa de solução. O governo federal tem interesse em ajudar".

Gaúcha
ClicRBS
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...