sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

STF gasta R$ 228,5 mil em relógios de parede


Imagem: Divulgação (meramente ilustraativa)
Os magistrados não têm mais desculpa para chegarem atrasados às sessões do Supremo Tribunal Federal (STF). O órgão máximo do Judiciário vai comprar 99 relógios de parede digitais para distribuir nas dependências da casa. 

Cada marcador de tempo custará R$ 2.010,00, ao custo total de R$ 199 mil. Os relógios possuem display digital de quatro dígitos, em LED configurável, e podem ser vistos a uma distância de até 200 metros. A instalação dos relógios, com ajuste ao sistema do STF, custará R$ 29,5 mil. 

O Tribunal também empenhou R$ 50,7 mil para a compra de sofás. O órgão comprará 16 móveis, sendo, dois contendo três lugares, dois com dois lugares e 12 menores, com disponibilidade de um assento. Os sofás são feitos com acabamento de tapeçaria estilo capitonê. Para completar o carrinho de compras do STF, será comprada uma poltrona. O assento é espaldar alto, com apoio de cabeça, da marca Marelli e tem garantia de 5 anos. Essa única poltrona custará ao órgão R$ 4,9 mil. 

Rações, maletas e celulares 

O VI Comando Aéreo Regional comprará 70 pacotes de ração animal, cada um com 15 kg. A ração serve para alimentar cães adultos e filhotes de raças grandes. A composição básica das rações são pitorescas. Dentro delas pode-se encontrar farinha de vísceras de aves, proteína isolada de suíno e óleo de peixe refinado, incluindo até gordura animal estabilizada. As compras para satisfazer as necessidades de alimentação dos cães custarão R$ 8,4 mil a Pasta. Já a Secretaria de Administração da Presidência pretende comprar 34 maletas altamente resistentes. As bolsas possuem válvula de equalização de pressão automática, cadeado de aço, resistem a corrosão, impacto, poeira e água, e garantia vitalícia. A compra totaliza em R$ 63,3 mil. 


Além disso, a Presidência adquirirá dois telefones celulares veiculares. Os itens incluem a tecnologia GSM, que possibilita a passagem do telefone por outros países mantendo a sua cobertura através da migração automática para outras operadoras. O chip será habilitado e fornecido pelo órgão. Na compra também consta serviço de instalação. O valor do conjunto será de R$ 3,3 mil. Homenagem Em homenagem a personalidades ilustres, o Senado Federal deve comprar duas placas no valor de R$ 1,1 mil. Nelas constarão as inscrições “IN MEMORIAM” com letras em baixo relevo e brasão tridimensional. A cor exigida para as placas é o dourado. Agregados ao valor empenhado estão estojos revestidos de veludo e com o fecho em prata. 

O Gabinete do Comandante da Aeronáutica por sua vez, empenhou R$ 6,6 mil esta semana para a compra de 15 conjuntos de placas, quadros, distintivos, artefatos de acrílico, metal, laminado e PVC. O resultado final será a confecção de uma maquete de aeronave. *Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas. 

Thaís Betat
Contas Abertas
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...