sexta-feira, 14 de março de 2014

Governo aprova prêmio de R$100 mil e aposentadoria de R$4,1 mil para jogadores que ganharam Copa do Mundo; relembre


Imagem: Reprodução/Blog do Perrone
Depois de cinco anos, o Governo aprovou projeto de lei que paga aposentadoria aos jogadores que participaram das cinco conquistas de Copa do Mundo pela seleção brasileira. No início da tarde desta quinta-feira, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o presidente da Associação dos Campeões Mundiais, Marcelo Neves, anunciaram o pagamento em um evento no estádio do Morumbi.

A entidade foi fundada em 2008 pelo filho do goleiro Gilmar dos Santos Neves, campeão em 1958 e 62, com o intuito de garantir reconhecimento, mas também auxílio em diversas áreas aos jogadores, como jurídica, psicológica e financeira. Na época, o então presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva prometeu a aposentadoria, mas só agora ela foi aprovada.

Cada um dos 63 filiados recebeu 100 mil reais como prêmio. Além disso, os campeões de 58, 62 e 1970 terão direito a pleitear, sob comprovação de renda, o pagamento de R$ 4.100 mensais. Neves acredita que boa parte dos ex-jogadores irá conseguir receber.

- A maioria já beira os 80 anos e não tem mais rendas. Sem falar que eles jogaram futebol num tempo em que não havia salários como os de hoje. Acredito que no mínimo 70% deles consigam a aposentadoria - disse.

Neves revelou ainda que há novos projetos em andamento para a Copa do Mundo de 2014. Um deles consiste na aparição dos antigos ídolos em exposições sobre eles. O evento desta quinta-feira teve a presença de diversos jogadores. Além de Pelé, que foi o último a chegar e um dos primeiros a ir embora (sequer almoçou), estiveram presentes nomes como Pepe, Coutinho, Rivellino, Dino Sani e Clodaldo.

- Estávamos na expectativa de receber esse dinheiro. Acho que foi feita justiça. Isso foi prometido há muitos anos. Nós não ganhávamos essa fortuna que se ganha hoje, então muitos estão em dificuldades, inclusive de saúde. É um dinheiro que vem em boa hora - comemorou Pepe, que esteve nos Mundiais de 58 e 62.

Alguns dos campeões mais jovens também compareceram. Zetti, Muller, Gilmar e Paulo Sérgio, integrantes da equipe tetracampeã em 1994, e Juninho Paulista, penta em 2002, foram ao Morumbi, assim como Cafu, que participou de ambas as conquistas. Em seu discurso, o ministro Aldo Rebelo agradeceu ao presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, por ceder o Morumbi ao evento e disse que o prêmio de 100 mil reais e a aposentadoria são pequenos diante da grandeza dos ídolos.

- É muito pouco. Esse é um gesto de dignidade do país. A sociedade que não sabe reconhecer seus filhos mais importantes, que elevaram o nome da pátria, perde a dignidade. Que o Brasil nunca se esqueça.

Alexandre Lozetti
Globo Esporte
Revisado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...