quinta-feira, 13 de março de 2014

Motorista de Marta Suplicy avança sobre deficiente que o fotografava por parar em local proibido


Imagem: Ralf Zietemann
Um carro oficial do governo federal, usado pela ministra da Cultura, Marta Suplicy, foi flagrado anteontem parado em uma vaga reservada a pessoas com deficiência. A cena aconteceu dentro de um shopping na zona oeste de São Paulo e foi fotografada por um usuário de muletas.

O aposentado Ralf Zietemann, 65, afirma que o motorista que estava no veículo reagiu com grosseria - e diz ter se sentido ameaçado após manifestar sua indignação pelo uso ilegal da vaga.

A ministra cumpria agenda oficial em uma livraria do shopping Eldorado. Ela chegou perto das 11h e ficou no evento até por volta das 12h. Marta entregava a funcionários da livraria o vale-cultura, cartão de R$ 50 mensais para serem gastos em atividades culturais.

O carro ostentava placas "Ministra de Estado da Cultura" na dianteira e na traseira. O ministério admitiu por meio de nota que houve um erro do condutor do veículo. O shopping afirma que foram colocadas à disposição da comitiva três vagas comuns, como cortesia.

De acordo com Zietemann, que foi vítima de um erro médico na infância e ficou com uma lesão grave no joelho, o motorista que estava no carro, estacionado de forma torta, questionou de maneira "ríspida" o fato de ele estar fazendo fotos da cena.

"Fiquei muito indignado e falei para ele [motorista] que constantemente me deparo com pessoas desrespeitosas com deficientes físicos. Tratando-se de um carro usado por uma ministra de Estado, minha revolta foi ainda maior", afirma Zietemann.



De acordo com o aposentado, ao tentar fazer uma fotografia da parte traseira do carro para mostrar a inscrição "vaga reservada", o motorista do veículo, cujo nome o ministério da Cultura não informou, acionou a marcha a ré e foi de encontro a ele.

"Parecia uma ameaça. Ele saiu em disparada porque a ministra já estava saindo do shopping. Consegui desviar por pouco. Fiquei estupefato e revoltado."

O aposentado afirma que ainda tentou, sem sucesso, seguir a comitiva para tirar satisfações. Ele não registrou boletim de ocorrência.
 
Jairo Marques 
Folha de S. Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...