sábado, 5 de abril de 2014

Manifestação contra Bolsonaro impede homenagem e leva ao encerramento da sessão da Câmara


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Manifestação contra a fala do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) provocou o encerramento antecipado de sessão solene, hoje (1º), na Câmara dos Deputados, marcada para relembrar os 50 anos da instauração do regime militar no País.

Depois da fala de quatro dos 11 oradores inscritos, as pessoas presentes ao plenário, a maioria parentes de mortos e desaparecidos do regime, viraram-se de costas quando o deputado Bolsonaro subiu à tribuna.

Eles também exibiram cartazes com fotos de pessoas mortas durante a ditadura. Um dos cartazes dizia: “A voz que louvou a ditadura calou a voz da cidadania”.

Pelo regimento interno da Câmara, enquanto um orador estiver na tribuna, os presentes devem acompanhar o pronunciamento. O presidente da sessão, deputado Amir Lando (PMDB-RO), chegou a suspender por duas vezes a sessão e apelar para que para as pessoas virassem para a tribuna ou deixassem o plenário.

“Quem não quer ouvir, pode se retirar e voltar em seguida. Não posso admitir que a sessão fira o regimento. Estou fazendo um apelo. Aqui há um regimento. Aqui estou sendo democrático. Todos terão a oportunidade de se manifestar”, disse Lando.

Como os manifestantes continuaram de costas para o orador na tribuna, ele encerrou os trabalhos quando ainda faltavam oito oradores, entre eles Bolsonaro. “A democracia é muito mais que o protesto. As partes têm que ouvir as outras. Se não [há] solução, agora encerro a sessão”, lamentou Lando.

“Ficar de costas enquanto há um orador na tribuna é um desrespeito à Constituição, à democracia e à instituição Câmara dos Deputados”, criticou o secretário-geral da Mesa, Mozart Viana.

A sessão solene, a pedido da deputada Luiza Erundina (PSB-SP), faria uma homenagem a vítimas do regime militar. Entre os convidados para a solenidade estava Maria Thereza Goulart, viúva do ex-presidente João Goulart, deposto em 31 de março de 1964.

Ivan Richard 
Agência Brasil 
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...