quarta-feira, 7 de maio de 2014

Governo cubano determina que médicas grávidas são obrigadas a fazer aborto para continuarem no Brasil, diz IstoÉ


Imagem: Reprodução/IstoÉ
Segundo a revista IstoÉ, o governo cubano ofereceu duas alternativas às profissionais atuando no Brasil que se tornem gestantes: o aborto, caso desejem continuar no país, ou o retorno a Cuba. Leia abaixo:

"A gravidez de cubanas no programa "Mais Médicos" "
O programa “Mais Médicos” viu-se diante de duas questões legais na semana passada. Cinco profissionais cubanas teriam engravidado aqui.
O governo de Raúl Castro estaria exigindo o regresso dessas mulheres grávidas, determinando que só poderão continuar no Brasil se abortarem. Eis a primeira questão:o aborto é crime em nosso país. Mais: o acordo de trabalho firmado entre os dois países estabelece que é a Missão Médica Cubana no Brasil que autoriza ou não o namoro das profissionais com homens não nascidos em Cuba. 
Essa é a segunda questão legal: o Brasil, regido pelo Estado Democrático de Direito, proíbe a discriminação de nacionalidades em namoros ou casamentos.
A nota pode ser acessada clicando aqui.

Leia também:



Lígia Ferreira
Folha Política
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...