quarta-feira, 28 de maio de 2014

Grafiteiro que critica miséria diz que Copa "escancara" problemas do Brasil


Imagem: Divulgação / Paulo Iro
A imagem de um trabalho do grafiteiro Paulo Ito que mostra uma criança chorando de fome e com apenas uma bola de futebol no prato ressoou tanto nas redes sociais como na imprensa internacional. A imagem resumiu o contraste entre o problema da miséria e os gastos bilionários com a Copa do Mundo em um momento em que o país se prepara para receber o Mundial, que começa no dia 12 de junho.


"Arte de rua é uma das melhores formas de protesto", disse Paulo Ito. O artista, que também aborda questões como abuso de autoridade, cidadania e religião, conversou com o UOL sobre como a Copa torna mais evidentes os problemas do Brasil.

Leia também: 

O que você acha do graffiti como forma criativa de protesto? Por que você decidiu fazer esses trabalhos?
O graffiti, ou a arte de rua, é uma das melhores formas de protesto, pois é livre e não depende de leis de mercado ou de curadorias subservientes a elas, como se vê muito no mercado de artes plásticas tradicional.

O que você acha da Copa do Mundo no Brasil? Como ela influenciou e ainda pode influenciar o país?
Acho que a maior visibilidade que a Copa traz ao Brasil enquanto turismo também traz à tona diversos assuntos referentes aos problemas que temos por aqui e para seu escancaramento perante o mundo todo.

Com a aproximação da Copa, governo e empresas tentam transmitir uma imagem de um Brasil seguro para a visita de estrangeiros. O que você acha disso? Você acha que essa imagem é falsa?
Oras, a publicidade tenta sempre fazer algo parecer o que não é. Não há nenhuma novidade nisso. De fato, não dá pro turista viajar praticando o método da deriva como em muitos lugares do Brasil.

Qual reação você espera das pessoas que veem os seus graffiti? Em quais lugares você escolheu fazê-los?
A ideia é sempre provocar reflexão. Eu pinto muito aqui na zona oeste [de São Paulo] porque é minha vizinhança. Em todo caso, a internet ajuda muito a dar uma visibilidade maior do que a que o trabalho teria na rua.

Algo mais que você ache importante adicionar, Paulo?
Acho importante ressaltar que a crítica do painel do garoto com a bola não é para uma gestão política exclusivamente, mas para todo o sistema. Como se sabe, houve um combate mais efetivo à miséria nas ultimas gestões do governo federal, ainda que esteja longe de resolver o problema.

Guilherme Solari
UOL
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...