terça-feira, 13 de maio de 2014

"Quem quiser manifestar não pode prejudicar a Copa", diz Dilma; veja o vídeo


A presidente Dilma Rousseff afirmou a jornalistas em Jati (CE), nesta terça-feira (13), que todas as forças de segurança do país vão estar nas ruas e atentas para evitar que protestos atrapalhem, de qualquer forma, a realização da Copa do Mundo no Brasil, que começa daqui a 30 dias.

"Os estádios estão encaminhados, os aeroportos estão encaminhados. Acho que a Copa tem todas as condições de ser um sucesso. Estamos garantindo a segurança. A conjunção de forças federais com as polícias militares dos Estados, a Força Nacional: tudo isso vai assegurar que ela seja feita pacificamente. Quem quiser manifestar, pode! Mas quem quiser manifestar não pode prejudicar a Copa", disse.


Veja o vídeo: 



Para a presidente, atos de vandalismo serão duramente reprimidos em conjunto pelas polícias e Forças Armadas.


"Nós somos o país da Copa. Por que uma parte expressiva dessa população não pode usufruir quando ela é feita no Brasil? Nós sempre fomos bem recebidos em outras Copas, bem tratados. Vamos agora tratar bem. Antes de qualquer coisa, é preciso atitude e postura. Será um critério para ver que esse país pode receber bem e garantir uma festa dessa proporção. Não é uma festa para alguns poucos, é uma festa para todos os brasileiros."

Dilma também reclamou das críticas que são feitas ao país, especialmente pela imprensa nacional.

"Democracia não significa vandalismo, nem prejuízo para uma parte da população. Acho lamentável quando se olha um aeroporto de Guarulhos, por exemplo, e se vê uma gota d'água. É uma obra excepcional. Acho de uma má vontade terrível com o país."

Leia mais sobre o assunto:

A presidente ainda afirmou que todos os brasileiros têm interesse na Copa, e acredita que o evento será um momento de festa para a nação.

"Nunca fui a um estádio ver jogo da Copa, porque para mim nunca foi fundamental. Mas assisti à Copa com meus amigos. Assistir em conjunto é algo que todos nós fizemos na vida. Não acredito que haja um brasileiro que diga que não teve nenhum interesse na Copa. Pode até ter um na família que não goste, mas outros ligam, tomam seu chopinho, fazem pipoquinha. E isso é que temos que garantir com toda tranquilidade."

Carlos Madeiro
UOL
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...