terça-feira, 17 de junho de 2014

Internauta é censurada e bloqueada por postar vídeo da 'galinha Pintadilma' no Facebook


Imagem: Reprodução / Youtube
A advogada Patricia Bueno foi bloqueada e impedida de participar das discussões na página no Facebook da Presidência-Geral da República por postar comentários considerados "negativos" ao controverso Decreto 8.243 da Presidente Dilma Rousseff.

A página oficial tem por objetivo incentivar a participação popular. Por esse motivo, a advogada afirma que é muito grave que a intervenção dos cidadãos seja censurada.

Imagem: Reprodução / Facebook
A advogada solicitou sua reinclusão na página e não recebeu resposta. Ela então entrou em contato com a página por telefone e recebeu o endereço de e-mail do responsável pela página, Sr. Sérgio Alli, para quem escreveu solicitando novamente sua reinclusão. O servidor respondeu à advogada, por e-mail e através do próprio Facebook, acusando-a de ter cometido crimes de 'injúria, calúnia ou difamação'. 

Para justificar a exclusão da advogada, o servidor menciona as opiniões que ela expressou em sua página pessoal no Facebook. São mencionadas várias postagens da página da advogada no Facebook, inclusive um compartilhamento do vídeo humorístico da "galinha Pintadilma" que fez grande sucesso nas redes sociais.  

Imagem: Reprodução / Facebook

O servidor público em questão apagou seu comentário algumas horas mais tarde, mas os 'print screens' continuam a circular entre os internautas. 

O vídeo considerado 'criminoso' é um vídeo satírico, produzido por humoristas, após a presidente Dilma ter declarado simpatizar com o personagem infantil conhecido como "a Galinha Pintadinha". 

O que os amigos pensam a respeito?


Marcos Camponi
Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...