sexta-feira, 20 de junho de 2014

'Lula nega, mas PT já trabalha para que ele substitua Dilma na corrida ao Planalto', diz jornalista


Imagem: Reprodução/Blog do Jamildo/ne10
O jornalista Ucho Haddad publicou, em seu site, um texto em que relata que o PT - Partido dos Trabalhadores - já estaria trabalhando para que o ex-presidente Lula substitua a presidente Dilma na corrida ao Planalto.

Leia abaixo e manifeste sua opinião a respeito:

Golpe anunciado – Na seara política nada acontece por acaso. Assim como inexistem coincidências. Diante da insistente queda de Dilma Rousseff nas pesquisas eleitorais, o PT em nenhum momento abandonou o chamado “Plano B”. Isso significa que o movimento “Volta, Lula” jamais perdeu a chama, pelo contrário. Para evitar constrangimentos maiores, Lula, o lobista e dono do partido, pediu aos companheiros mais entusiasmados que deixassem a ideia na prateleira, aguardando o momento adequado para ressuscitá-la.Quando perguntado sobre a possibilidade de voltar a disputar a presidência, Lula sempre negou essa hipótese, garantindo que Dilma é a candidata do partido. Porém, o próprio Lula já não descarta a ideia de ter de substituir a sua sucessora como forma de evitar uma sonora derrota do PT nas urnas de outubro próximo. Para que o movimento “Volta, Lula” ganhe corpo novamente, o PT encomendou pesquisas para consumo interno e detectou que Dilma está em queda livre.As coincidências surgiram no momento em que Dilma Rousseff voltou a apresentar pequenos problemas de saúde, que devem se “agravar” com o passar do tempo. Como se sabe, Dilma passou por um desgastante tratamento contra câncer linfático, o que deixa o paciente com o sistema imunológico mais sensível, mesmo depois de vencido o problema maior. E não foi por acaso que Dilma deixou de comparecer ao evento petista que lançou oficialmente Alexandre Padilha como candidato do partido ao governo de São Paulo. De tal modo, como se mágica fosse, a saúde de Dilma poderá entrar no caminho da piora.
Veja também:
'É oficial. O PT quer a minha cabeça', diz Danilo Gentili
Azevedo denuncia que vice-presidente do PT 'pediu a cabeça' de jornalistas e pede ajuda a internautas
Marcelo Madureira, do Casseta & Planeta, responde à 'lista negra' do PT: 'Pode vir que eu não tenho medo'; veja
Após criticar o PT, Bruno Gagliasso é ofendido e atacado nas redes sociais
Coincidência também não foi a decisão do Tribunal Superior Eleitoral que estabeleceu o dia 15 de setembro como data limite para que os partidos substituam candidatos. Até a última eleição, a substituição poderia ser feita até 24 horas antes do início da votação. Ou seja, com a decisão do TSE o ex-presidente teria tempo para fazer campanha, caso se confirme o que apurou o ucho.info nos bastidores da política com fontes absolutamente confiáveis: a de que Lula será o substituto de Dilma na corrida ao Palácio do Planalto.Ainda no campo das coincidências, não foi por acaso que Lula reformulou o slogan da eleição presidencial de 2002 (a esperança vai vencer o medo), que adequado à realidade atual e embalado pelos xingamentos dirigidos a Dilma no Itaquerão, já começa a ser balbuciado por petistas: “a esperança vai vencer o ódio”. Isso porque Lula interpretou como sendo uma manifestação de ódio a manifestação hostil dos torcedores contra Dilma.
Veja também:
Lula defende mensaleiros, ataca Joaquim Barbosa e diz que quer "justiça"
O máximo que se pode dizer a respeito dos xingamentos dirigidos à presidente da República é que foram deselegantes. Daí a classificá-los como manifestação odiosa é querer abusar do oportunismo. Lula é um malandro experimentado e sabe muito bem como manipular a parcela incauta da opinião pública. Por isso tem insistido no discurso de que a elite brasileira não quer que as classes mais pobres sejam beneficiadas, o que é uma sonora mentira.O que Lula tenta para viabilizar sua candidatura, em substituição à de Dilma, é instalar no País uma luta de classes, que só funciona no pensamento tacanho dos bolivarianos tupiniquins. Vale lembrar que o finado tiranete Hugo Chávez sempre se valeu desse discurso boquirroto para inflar as camadas mais pobres da sociedade venezuelana, provocando assim uma revolta popular contra os mais ricos. Essa estratégia é criminosa, não há como negar, mas funciona para a instalação de regimes totalitaristas, como o vigente na Venezuela, agora sob o comando do chofeur do socialismo do século XXI, Nicolás Maduro.No Olimpo do bandoleiro comunismo latino-americano, o Zeus tropical, que conta com as bênçãos dos facinorosos e ditadores irmãos Castro, está pronto para assumir o lugar de Dilma, pois no Partido dos Trabalhadores o medo maior não é uma derrota nas urnas, mas, sim, a descoberta de todas as lambanças protagonizadas por Lula e sua turba ao longo de quase doze anos.Em outras palavras, não foi por acaso, nem mesmo coincidência, que Lula declarou, há dias, “eles não sabem do que somos capazes”. Os brasileiros de bem sabem do que o PT é capaz é devem estar preparados para uma manobra radical de última hora e com essência golpista, pois o desejo de Lula é morrer no poder, assim como fizeram e ainda fazem alguns ditadores espalhados pelo planeta. Resumindo, o projeto de golpe está sobre a escrivaninha do lobista malandro. (Ucho Haddad)
Veja também:

Marcos Camponi
Folha Política
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...