sexta-feira, 6 de junho de 2014

TSE decide que pedido de voto de Dilma foi brincadeira


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta quinta-feira (5), por unanimidade, pedido do PSDB para multar a presidente Dilma Rousseff em razão de um suposto pedido de voto a um jornalista, durante entrevista a rádios do interior de São Paulo no começo de abril.

A ação do PSDB registra que após inauguração de obra em São José do Rio Preto, Dilma falou com rádios locais e um jornalista perguntou se novas unidades do programa "Minha Casa, Minha Vida" na região seriam concluídas em eventual segundo mandato. Dilma respondeu: "Se eu tiver segundo mandato, se você votar em mim, Alexandre, então, eu concluo."

O PSDB pediu multa de R$ 5 mil a R$ 25 mil a Dilma em razão do pedido de voto e da suposta propaganda eleitoral antecipada.

Ao analisar o caso, no entanto, os ministros do TSE concluíram que a declaração ocorreu em tom de brincadeira e que não houve pedido de voto e nem propaganda.

Leia também: 

O ministro Tarcísio Vieira, relator da ação, afirmou que o áudio mostrou que houve "descontração e bom humor". "Chegou a provocar risos nas pessoas presentes. A recorrida [Dilma Roussef] se portou sem desrespeito às normas." Todos os ministros do TSE concordaram.

Advogado do PSDB, o ex-ministro do TSE Marcelo Ribeiro falou no plenário e pediu a condenação.

"Foi um escancarado pedido de voto. [...] Não disse no ambiente de cinco, seis pessoas, mas numa rádio para millhares de pessoas ouvirem. Brincadeira se faz em ambiente fechado, para pessoas que podem compreender, não em uma rádio. Se o tribunal disser que pode pedir voto desde que seja brincando, todo mundo vai pedir voto. Os comediantes, então, poderão pedir voto o dia inteiro. Brincando ou não, ela fez propaganda antecipada."

Em defesa de Dilma, um representante da Advocacia Geral da União (AGU) destacou que Dilma não confirmou na entrevista nem mesmo a pré-candidatura e que não houve ganho político.

Mariana Oliveira
G1
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...