quinta-feira, 17 de julho de 2014

Dilma desvincula de sua campanha site que causou atritos ao criticar a CBF


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Irritada com a publicação do post que atacava a CBF após a vexatória eliminação do Brasil na Copa do Mundo, a presidente Dilma Rousseff pediu que o site Muda Mais fosse "desvinculado" como um dos sites do comitê de sua campanha à reeleição.

A determinação que atinge o site, comandado pelo ex-ministro de Lula Franklin Martins, foi transmitida semana passada a coordenadores da campanha. A informação foi confirmada por seis pessoas diretamente ligadas ao comitê e ao Planalto.


Segundo a Folha apurou, o Planalto quer evitar que o "tom de enfrentamento" do Muda Mais, uma das marcas do site, possa gerar ações na Justiça Eleitoral contra sua candidatura.

Inicialmente, a equipe de Dilma registrou dois sites para a campanha de reeleição.

Leia também: 

O dilma.com.br, sob responsabilidade do marqueteiro João Santana, classificado como site da candidata. E o dilmamudamais.com.br, listado no pedido de registro ao TSE como ''um dos sítios a ser utilizado durante o período da campanha eleitoral" da presidente petista.

O Muda Mais publicou semana passada um texto que apontava a CBF como responsável pela desorganização do futebol no país e criticava duramente o presidente da confederação, José Maria Marin.

O post incomodou assessores petistas, que pediram sua retirada por considerá-lo "muito agressivo". O ex-ministro se recusou a excluir o texto, o que gerou mal-estar na campanha dilmista.

Para atender o pedido, a saída encontrada pela cúpula da campanha foi desvincular o Muda Mais do comitê de reeleição presidencial e transferi-lo de volta para a conta de campanha do PT.

Oficialmente, o presidente do PT, Rui Falcão, nega ter recebido qualquer ordem da presidente. "Houve um equívoco no registro. O site oficial é dilma.com.br. Tomamos a decisão de fazer a correção assim que soubemos da informação errada de incluir o Muda Mais como um site do comitê da presidente."

Segundo Falcão, coordenador do comitê, inicialmente avaliou-se que seria necessário mudar o registro no TSE.

"Depois encontramos outra solução, mais simples, no âmbito do próprio PT. O dilma.com.br é o site oficial, vinculado ao comitê de campanha da presidente Dilma. E o Muda Mais fica mantido como um site vinculado à conta de campanha do PT", afirmou.

Segundo Falcão, com a solução, quem entra no dilmamudamais.com.br é direcionado para o dilma.com.br. Já o outro site, de apoio à campanha de Dilma, ficará com o endereço mudamais.com.

A equipe permanecerá a mesma, sob o comando do ex-ministro. "Não será feita nenhuma mudança. O Muda Mais não é o site oficial, ele dá apoio à candidatura Dilma Rousseff. Sem mudança no seu comando nem controle sobre seu conteúdo. Fica tudo como está", diz Falcão.

Para coordenadores, Martins perdeu força na campanha e enfrenta críticas de coordenadores do comitê pelo estilo considerado combativo. Ele defende uma estratégia de ''enfrentamento'' durante a disputa eleitoral. A presidente, demais ministros e o marqueteiro João Santana discordam da linha.

Martins e Dilma conversaram no final de semana. Integrantes do comitê dizem que não há divergência entre os dois. A Secretaria de Comunicação do Planalto informou que não se pronuncia sobre temas de campanha.

Editoria de Arte/Folhapress

Andréia Sadi e Valdo Cruz
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...