sábado, 5 de julho de 2014

Presidente da FIFA comemora ausência de grandes manifestações e diz que 'Copa é um sucesso'


Imagem: Getty Images via Telegraph
O presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter disse hoje (2), que a Copa do Mundo no Brasil é "indiscutivelmente, um grande sucesso". Blatter participou da abertura do 3º Seminário de Gestão Esportiva da Fundação Getúlio Vargas em parceria com a Fifa Master Alumni Association. "Só tenho a agradecer aos brasileiros por terem aceitado a Copa".

"É lógico que ainda temos oito jogos pela frente. Vamos cruzar nossos dedos para que os outros sejam no mesmo padrão e na mesma atmosfera. A imprensa internacional já está dizendo que nada deu errado. Tudo está certo. Não vou dizer perfeito porque nada é perfeito, mas os estádios estão magníficos. O que foi construído é maravilhoso", disse o presidente da Fifa, que resumiu: "Não poderia estar mais feliz no momento".

"Vamos cruzar os dedos para que jogos continuem no mesmo padrão. Mas tudo está bom. as coisas vão bem. Onde estão os protestos? Quero cumprimentar o povo brasileiro. Eles aceitaram a Copa e é uma necessidade nesse país onde o futebol é religião", declarou. 

Blatter explicou que deve se reunir em breve com árbitros e técnicos para discutir aprimoramentos tecnológicos para o futebol, mudanças que ficarão para depois do Mundial. O dirigente também comemorou a inclusão do futebol em países sem tradição no esporte, como a Índia e China, que passarão a ter ligas profissionais neste ano. 

Outro ponto comemorado pela Fifa foi a competitividade dos jogos, que tem recorrentemente chegados à prorrogação: "Não há mais nações dominantes no futebol. Isso acabou. Estão todos no mesmo nível, porque o nível aumentou. O futebol cresceu", disse Blatter. 

Leia também: 

Do lado de fora do evento, que aconteceu no centro do Rio, manifestantes promoveram um ato de escracho, usando cartazes com xingamentos contra a Fifa e questionando lucros da entidade, gastos públicos com o evento e violações aos direitos humanos em comunidades carentes, que, segundo eles, estariam relacionadas à Copa.

Veja também:

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil 
com Estadão
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...