segunda-feira, 28 de julho de 2014

Sininho e outros 'ativistas' presos fazem gesto de mensaleiros e cantam 'sou comunista até morrer'; assista ao vídeo


Imagem: Reprodução/Youtube
Na noite de 25 de julho, durante o "Ato Público Pela Libertação de Todas(os) as(os) Presas(os) Políticas(os) e pelo Cancelamento de Todos os Processos" no salão nobre do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da UFRJ, Sininho e outros militantes de esquerda presos por envolvimento em manifestações violentas cantaram que são "comunistas até morrer", além de trechos como "se eu morro, é no combate", "comunista hei de morrer", "sou comunista por toda a vida", "martelo e foice sempre avançando", "tropa de choque da revolução". Assista abaixo, a partir dos 15 minutos:


Trata-se de uma versão do canto "Bella Ciao" (ou Bela Chao), que contém trechos como o seguinte:

É meu desejo, seguir lutando
Ó Bela Chao, Bela Chao
Bela Chao, Chao, Chao,
É meu desejo, seguir lutando
Martelo e foice, sempre avançando.

Conforme a enciclopédia Wikipédia,
A popularidade de Bella ciao teve início na metade do século XX, na época dos festivais mundiais da juventude comunista, realizados em várias cidades, como Berlim, Praga e Viena. Nessas ocasiões a canção era entoada, pela delegação italiana, despertando o entusiasmo das demais delegações. Assim, acabou sendo traduzida em várias línguas.
Bella ciao difundiu-se largamente nos anos 1960, sobretudo durante as manifestações operárias e estudantis de 1968.
Médico cubano humilha ministro e diz que Dilma é cúmplice de ditadura: 'Tem as mãos sujas de sangue'; veja vídeo

Conforme pesquisa realizada na internet, apreende-se que o canto chegou a fazer parte do repertório do Exército Vermelho (exército da URSS, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas). Veja abaixo:




Leia também:
Veja vídeo em que Lula diz que tem plano para recuperar rodovias, rede hoteleira e porto de Cuba

No site da "Liga Operária", a letra do canto figura ao lado das seguintes canções, também de caráter ideológico, revolucionário e antagônico:

"A Internacional Comunista" (veja trecho abaixo)

Senhores, patrões, chefes supremos
Nada esperamos de nenhum
Sejamos nós que conquistemos
A terra mãe, livre e comum
Para não ter protestos vãos
Para sair deste antro estreito
Façamos nós com nossas mãos 

Tudo o que a nós nos diz respeito. 

"Conquistar a Terra" (veja trecho abaixo)

Agora nós vamos pra luta
A terra que é nossa ocupar
A terra é de quem trabalha
A história não falha, nós vamos ganhar.
Já chega de tanto sofrer
Já chega de tanto esperar
A luta vai ser tão difícil

Por mais que demore, vamos triunfar

Se a gente morrer nessa luta
O sangue será uma semente
Justiça vamos conquistar

A história não falha, nós vamos ganhar.

e "O Risco"(veja trecho abaixo)

Nós estamos em guerra
Lado de lá já decretou
Pois já pagou pistoleiros
Prá matar trabalhador
É a nossa proposta,
Pois a gente quer ganhar.
Se matarem um daqui,
Dez de lá vamos matar


Leia também:
Patrimônio de deputada do Partido Comunista do Brasil cresceu 1200% em 4 anos

Brasil dará crédito de U$176 milhões a Cuba para modernizar aeroportos

Mais sobre protestos violentos
Leia também: 
Manifestantes denunciados no Rio pedem asilo ao Uruguai
Para Ruy Castro, PT parece estar com 'saudade da ditadura'; leia
Com o fim da Copa, manifestantes agora miram eleições

Ativista 'Coringa' denuncia outros políticos que financiariam manifestantes
Políticos e funcionários públicos doaram a Black Blocs, revelam documentos
No Facebook, a ativista "Sininho" já havia admitido pagamentos a manifestantes
Em depoimento, acusado diz que há pessoas que aliciam jovens para protestos e distribuem quentinhas
Jovem que acendeu rojão recebia dinheiro para ir a protestos no Rio, diz advogado
Deputada Cidinha Campos ataca o deputado Marcelo Freixo
Grupo de advogados lança 'Manual prático do manifestante 2.0'
Polícia vasculha redes sociais em busca de aliciadores de manifestantes
Aliciamento de manifestantes tem que ser apurado separadamente, diz delegado
Jovem faz desabafo após ser apontado como sendo o autor da explosão em manifestação
Rapaz que acendeu rojão diz ter medo de ser assassinado por pessoas envolvidas nas manifestações

Marcos Camponi
Folha Política
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...