quarta-feira, 9 de julho de 2014

Site de campanha de Dilma cita índice de inflação abaixo de qualquer outra estimativa, inclusive as oficiais


Imagem: Reprodução
Considerado um dos principais inimigos da presidente Dilma Rousseff na campanha eleitoral deste ano, o índice de inflação é tratado sob uma ótica mais otimista no site oficial da candidata petista à reeleição.

Enquanto o mercado e o próprio Banco Central preveem uma inflação de no mínimo 6,4% em 2014, a página de Dilma na internet cita uma previsão de "especialistas" de que o IPCA, índice oficial do sistema de metas, pode fechar o ano em 5,5%.

Confirmada a visão otimista desses especialistas ouvidos pela equipe da petista – cujos nomes não são citados –, os assessores presidenciais escreveram que "a taxa média [de inflação] do governo Dilma será de 5,95% [abaixo do teto da meta, que é de 6,5%] e bem menor que a média dos oito anos de governo FHC (9,24%)".

Leia também: 

Ao considerar estimativa que não é respaldada nem mesmo pelo BC, a equipe de campanha faz um esforço para diminuir a inflação média dos quatro anos do mandato.

Pela conta da campanha, a variação média do índice de preços ficará abaixo de 6%.

Se confirmadas as previsões do BC de Dilma, esta taxa pode alcançar 6,16%, perto do teto. Pelas contas do Ministério da Fazenda, a alta dos preços neste ano deve ser de 6%.

Imagem: Reprodução
Lançado no domingo, primeiro dia oficial de campanha, o site de Dilma lista programas e ações nos quais a presidente teria tido sucesso. Entre eles, o "controle da inflação, dentro da meta há dez anos consecutivos", ilustrado com a imagem de um dragão sentindo dor na cabeça provocada por uma estrela vermelha, símbolo do PT.

O texto diz que "os governos Dilma e Lula têm um feito a comemorar: há dez anos a inflação do Brasil está dentro da meta fixada para o ano. Nunca o país viveu um período tão longo de estabilidade econômica". Meta que, neste ano, está ameaçada.

O estouro pode ser evitado por manobras do governo, que tem segurado o reajuste dos preços dos combustíveis e empurrado para 2015 o que pode de aumento das contas de energia elétrica.

Em seu último relatório de inflação, o BC prevê que o IPCA fechará o ano em 6,4%. Já o relatório de mercado divulgado pelo mesmo BC, chamado de Focus e que ouve opinião de economistas, estima a inflação em 6,46%.

Procurada, a assessoria da campanha de Dilma disse que a projeção de 5,5% está no relatório do Ministério do Planejamento de avaliação de receitas e despesas do 2º bimestre de 2014. No documento, a estimativa é de 5,60%, taxa desacreditada no próprio governo. 

Valdo Cruz e Andréia Sadi
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...