sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Dilma defende alianças, elogia legado de Sarney e diz respeitar Collor


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, defendeu nesta sexta-feira (12) o senador José Sarney (PMDB-MA), que integra a base aliada do governo federal. A candidata foi questionada sobre a aliança com o ex-presidente e também com outro senador que chefiou o Planalto, Fernando Collor (PTB-AL), a quem ela disse respeitar.


"Respeito bastante o ex-presidente Sarney. Acho que ele fez boas contribuições para o país", respondeu Dilma durante sabatina do jornal "O Globo". Sobre Collor, ela disse não ser "instância de condenação" para incriminar o senador. "A Justiça inocentou o Collor. Ele não é uma pessoa absolutamente próxima do governo, tem sua posição lá em Alagoas e eu respeito."

Leia também: 
Lula, Sarney, Collor e Renan são homenageados pelo Senado
Acusado de intermediar propina no Maranhão é sócio de Sarney
'País não aguenta mais Sarney, Collor e Renan', diz Campos

Segundo ela, "as pessoas podem fazer alianças e manter suas posições", em alusão ao fato de que os ex-presidentes estiveram em posições opostas ao PT no passado.

Candidato à reeleição pelo PTB ao Senado, Collor é apoiado pelo PT em Alagoas. Apesar disso, virou personagem da campanha petista à Presidência depois de ser comparado a Marina Silva (PSB), segunda colocada nas pesquisas, atrás de Dilma. Collor não teve seu nome citado, mas a peça mostrou imagens de jornais que noticiavam o impeachment do ex-presidente.

Já Marina, na última terça (9), disse que Dilma agradecerá a Sarney e Collor caso seja reeleita. "Se a Dilma ganhar, ela vai agradecer ao Sarney, ao Renan ao Collor e ao Maluf. Se eu ganhar, eu só tenho um a agradecer: ao povo brasileiro. É com isso que eles não se conformam", afirmou Marina.

Dilma também foi questionada sobre Paulo Maluf, cujo partido, o PP, também integra a base aliada do governo federal. A presidente disse não ter "proximidade" com o deputado paulista e foi perguntada novamente, dessa vez sobre o acordo entre Maluf e Lula. "Aí você tem que perguntar para o Maluf e para o Lula", respondeu.

UOL
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...