terça-feira, 30 de setembro de 2014

Dilma, Marina e Aécio criticam severamente Levy Fidelix por declarações em debate


Imagem: Reprodução/Redes Sociais
Com atraso em relação aos nanicos Eduardo Jorge (PV) e Luciana Genro (Psol), os três primeiros colocados na corrida presidencial - Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) criticaram, na tarde desta segunda-feira (29), durante entrevistas coletivas, as declarações homofóbicas ditas durante debate da Rede Record, na noite deste domingo (28), pelo candidato Levi Fidelix (PRTB).


"Sou contra a homofobia. O Brasil já atingiu um patamar de civilidade suficientemente alto para não conviver mais com a discriminação que leve à violencia. A homobobia tem que ser criminalizada" , disse a atual presidente, citando a confirmação da união estável pelo Superior Tribunal Federal (STF) para pessoas do mesmo sexo, que dá prevê direitos como adoção e herança. "Esses principios já são adotados por mim em relação a funcionários público", afirmou durante coletiva de imprensa em São Paulo. 

Veja também:
Datena afirma em rede nacional que IBOPE é uma fraude; assista
Administradora denuncia manipulação de pesquisa eleitoral do Vox Populi em favor de Dilma
"O presidente do IBOPE vende até a mãe para ganhar dinheiro!”, diz Ciro Gomes; veja vídeo
Vídeo mostra possível fraude do IBOPE em pesquisa de eleições da Paraíba; pesquisador é preso
Senador denuncia que IBOPE pediu R$ 1 milhão para fraudar pesquisa eleitoral; veja vídeo
Jorge Kajuru faz severas acusações contra o IBOPE e detona Lula; veja
Record faz reportagem com denúncias contra Carlos Montenegro, dono do IBOPE; assista
Presidente do Ibope fatura bilhões com negócios suspeitos

Já Marina, também questionada por jornalistas, classificou à fala de seu adversário como "intorelante".

"É uma visão de completa intolerância com a diversidade social, cultural, que caracteriza o nosso País, com o respeito que se deve ter às pessoas, independente da condição social, cor e orientação sexual", disse durante coletiva em Caruaru (PE).

O tucano Aécio, terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, disse que a declaração de Fidelix é "lamentável".

"Lamentável. O nosso repúdio absoluto àquelas declarações. E, como já disse mais de uma vez, na minha avaliação, todo tipo de discriminação é crime. Homofobia também", declarou Aécio ao ser questionado pelos jornalistas, durante caminhada pelo centro de São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo.

Veja também:

iG São Paulo
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...