terça-feira, 30 de setembro de 2014

Relembre: OAB processou advogado que quis cassar o registro de Dirceu


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O conselho nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu processar administrativamente o advogado Paulo Fernando Melo da Costa, que solicitou à ordem a cassação do registro profissional do ex-ministro José Dirceu, que está preso na Penitenciária da Papuda.

A Ordem alega que Melo da Costa arranhou a imagem da instituição ao criticar a demora na apreciação de seu pedido. O advogado, que atua em Brasília, alega que está sendo perseguido pela OAB.


Na última segunda-feira, o Conselho Federal da OAB decidiu que caberia à seccional paulista da instituição a decisão de cassar ou não o registro de Dirceu. A OAB nacional, que recebeu o pedido de cassação em novembro do ano passado, havia repassado o caso primeiramente para a seccional do DF, que justificou que não caberia a ela. Na avaliação do Conselho, o pedido precisa ser analisado em São Paulo porque é o estado que emitiu o registro do ex-ministro.

Leia também: 

O advogado alega, para a solicitação, que a idoneidade é um dos requisitos para a manutenção do registro e, como Dirceu foi condenado no julgamento da Ação Penal 470, não deveria ter direito a ele. Outro argumento é de que o advogado com direitos políticos suspensos não pode exercer a profissão. Ele afirmou ter feito considerações sobre a demora e que considerou a decisão de transferência do caso "protelatória".

"Eu disse que achava que estava demorando, que achava protelatório ter enviado primeiro à seccional do Distrito Federal porque o registro dele é de São Paulo. O relator disse que feri o código de ética e mandou abrir processo contra mim. Sou filiado ao PSDB, e acham que fiz isso por motivação partidária. O Zé Dirceu torce para o Corinthians e eu sou Botafogo. Eu poderia ser filiado a qualquer partido ou não ser filiado a nenhum", disse, ao portal G1.

Brasil 247
20/03/2014
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...