sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Acusações de corrupção levam EUA a investigar Petrobras, diz jornal


Imagem: Reprodução / Veja
Um relatório divulgado nesta semana pela consultoria Arko Advice informa que o órgão regulador do mercado de capitais dos Estados Unidos, a SEC (Security Exchange Commission), e o Departamento de Justiça americano começaram a investigar as denúncias de corrupção na Petrobras. Um time de 28 advogados e analistas dos órgãos americanos estariam trabalhando no caso, que pode se estender às empresas fornecedoras de serviços da estatal.

A companhia, que tem ADRs (recibos de ações negociados na Bolsa de Valores de Nova York), deve seguir regras de governança estabelecidas pela SEC, que corresponde nos EUA à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). "Os controles se referem não somente às auditorias variadas, mas à obrigação de cumprir as normas antifraudes SOX (Lei Sarbanes-Oxley)", diz o relatório enviado para clientes, ao qual o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso.

Leia também: 
Revista Exame aborda como o governo Dilma está 'destruindo' gradativamente a Petrobras
Dilma aguarda "dados oficiais" para comentar denúncias de ex-diretor da Petrobras
Marina poupa Dilma e diz que PT 'manteve a quadrilha' na Petrobras
Escândalo da Petrobras cai como bomba na campanha do PT
Dilma afirma que nunca desconfiou de irregularidades na Petrobras
Políticos citados em depoimento têm algo em comum: todos negam
'Petrolão', 'mensalão da Petrobras'... entenda o escândalo de corrupção na Petrobras
Petrobras alertou Dilma sobre ação de diretores
Marina diz que 'PT colocou diretor para assaltar cofres da Petrobras'
Gabeira diz que Brasil é 'abençoado por Deus e roubado com naturalidade'
Revista IstoÉ denuncia como o 'Petrolão' abasteceu a campanha de aliados de Dilma
Revista revela o elo entre os escândalos do mensalão e da Petrobras
Paulo Roberto Costa diz que ficará calado em CPI da Petrobras
STF libera circulação de 'IstoÉ' com reportagem que incrimina Cid Gomes
Paulo Roberto Costa diz que recebeu US$ 23 milhões de empreiteira no exterior
Gerente de “pequenos serviços” desviou R$ 57 milhões da Petrobras, revela investigação da estatal
Ex-diretor da Petrobrás diz que pagou propina a PT, PMDB e PP

A Arko diz que as investigações apontam que a Petrobras "operou de forma desgovernada e submetida a interesses corruptos, conforme as delações de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da estatal, e do doleiro Alberto Youssef". Procurada, a SEC se recusou a comentar o caso. As investigações costumam ser conduzidas em sigilo pelo órgão americano. A Petrobras não se posicionou até a noite desta quinta-feira.

Pelas conclusões preliminares da SEC, o caso poderia se relacionar não apenas ao mercado acionário, mas se transformar em questão criminal. As prestadoras de serviços da Petrobras podem ser convocadas a prestar esclarecimentos. Também podem ser chamados para depor os envolvidos nas denúncias. Há ainda a possibilidade de serem aplicadas multas.

De acordo com a consultoria, os órgãos americanos estão preocupados em não vazar as conclusões preliminares em ambiente eleitoral, "devido a seu potencial desestabilizador".

A reportagem tentou contato, mas não obteve retorno dos responsáveis pelo relatório, entre eles, o fundador da Arko, Murillo de Aragão. O informe da consultoria, que possui sede em Brasília, tem sete páginas e traz outras informações, como a agenda política da semana.

Veja também: 


Veja
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...