quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Aécio diz que vai entrar na Justiça contra presidente dos Correios


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, disse nesta quarta-feira, 1, que o PT quer vencer as eleições "no grito" e responsabilizou o partido pela "ação perversa" nos Correios durante a campanha eleitoral. Aécio disse que vai entrar com uma ação criminal na Justiça contra o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, e os superintendentes da estatal.



A imprensa vem noticiando o uso dos Correios pela campanha petista. Veja o vídeo:



Nessa quarta, o Estado revelou um vídeo em que o deputado estadual Durval Ângelo (PT-MG) afirma que a presidente Dilma Rousseff só chegou aos "40%" das intenções de voto em Minas Gerais porque "tem dedo forte dos petistas nos Correios". A fala do parlamentar foi feita durante uma reunião da qual participou com dirigentes dos Correios e o presidente da empresa.


Leia também: 

"Nós queremos a criminalização de todos os responsáveis por essa ação perversa de um partido que não respeita a democracia, não respeita os adversários, um partido que quer vencer no grito. Mas não vão vencer no grito", disse Aécio, antes de caminhar pela praça central da cidade de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo.

"Estamos entrando criminalmente na Justiça responsabilizando criminalmente desde o ministro responsável pela área, como o presidente dos Correios e os superintendentes que participaram desse crime".

Veja também:


Segundo o tucano, a campanha do PSDB em Minas foi prejudicada pelos Correios, que teria boicotado o envio dos materiais de campanha pelo Estado.

"Os Correios de Minas Gerais não cumpriram com sua responsabilidade, cometeram um crime e não enviaram as correspondências da nossa campanha, seja do nosso candidato Pimenta da Veiga, seja da nossa candidatura presidencial", afirmou. "Centenas de pessoas já se manifestaram que não receberam nossas correspondências de campanha". 

Elizabeth Lopes e Ricardo Chapola 
O Estado de S. Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...