segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Dilma tenta proibir venda do adesivo 'Fora Dilma' e retirar blog do ar


Imagem: Reprodução
SÃO PAULO. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou pedido ajuizado pela candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT), que tentava tirar do ar blog que comercializa adesivos com as mensagens "Fora Dilma" e "Fora Dilma! E leve o PT junto".

Em representação assinada por Dilma e sua coligação, os petistas afirmavam que os adesivos "expressam propaganda negativa, degradante e infamante em relação à candidata". As informações estão no portal Eleição Transparente, organizado pela Associação Brasileira de Jornalismo (Abraji) com a ajuda de empresas que são alvo de censura.

Leia também:
Para melhorar nas pesquisas, Dilma pede ao Facebook que retire do ar páginas 'ofensivas' à sua imagem
Aprovação de Dilma cai para zona de alto risco, segundo critério Datafolha
Após perder popularidade, Dilma perde também eleitores, segundo Ibope
Historiador publica texto humilhando a presidente Dilma e gera polêmica
Vídeo com Dilma em paródia de propaganda do Bom Negócio viraliza na internet; assista
Governo paga viagem para jornalistas gringos falarem bem do Brasil e o grupo é assaltado no Rio de Janeiro
Vídeo responde a mentiras de Dilma exibidas em rede nacional; assista
'Tenho vontade de registrar este texto em cartório, para depois mostrar aos eleitores da Dilma', diz Jabor em artigo polêmico
Dilma fica nervosa e perde o controle ao ser questionada sobre escândalo nos Correios; veja o vídeo

Dilma também reclamava de adesivos vendidos no mesmo site, grafando seu nome com duas letras "L", em referência à campanha presidencial de 1989 de Fernando Collor, que atualmente é aliado da coligação de Dilma à Presidência.

"Utilizando simbologia publicitária que promoveu montagem ao empregar duas letras 'L', com as cores verde e amarela, tenta remeter o eleitor a uma animosidade que remonta a um estado emocional de outrora, o qual associava um ex-presidente da República a malfeitos de toda sorte", escreveram os advogados da petista.

A ação é contra o Google, que hospeda o blog, e o Facebook, que também tem um perfil anunciando o adesivo.

Leia também:
Coordenador filiado ao PT ameaça apedrejar carros com adesivos contrários a Dilma


Ao negar o pedido de Dilma, o ministro do TSE Tarcisio Vieira de Carvalho Neto disse não considerar a venda de adesivos propaganda eleitoral, tampouco análise sobre irregularidade.

"As páginas na internet, blogs e redes sociais, citadas pelas representantes, a priori, não veiculam propaganda, apenas disponibilizam aos interessados adesivos com temas eleitorais tão comuns nesse período", escreveu o ministro do TSE, em despacho divulgado na noite desta sexta-feira.

Veja também:

PUBLICIDADE

“Reputo ausente o requisito da fumaça do bom direito”, completou o ministro, na decisão.

THIAGO HERDY
O Globo
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...