segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Médicos se preparam para enfrentar o governo Dilma


Imagem: Reprodução
A categoria médica está se preparando para enfrentar a segunda administração da presidente Dilma Rousseff. Os médicos e o governo federal estão se estranhando desde 2013, quando Dilma sancionou a lei que regulamenta a profissão impedindo a categoria de deter a prerrogativa única do diagnóstico. O lançamento do programa Mais Médicos, que trouxe profissionais cubanos para atuar em áreas deficitárias de atendimento, também foi um dos fatores que contribuiu para o acirramento das tensões. 

Agora, as entidades do setor avaliam que estão mais fortalecidas politicamente. Estimam ter 49 deputados aliados às causas da categoria na Câmara e esperam conseguir pressionar a presidente. 

O primeiro ponto de enfrentamento com o Executivo deve ser o Mais Especialidades, programa prometido por Dilma durante a campanha como complemento ao Mais Médicos. Os médicos defendem que a convocação para o programa seja via concurso público, que os profissionais recebam o piso definido pela federação da categoria e a exigência de revalidação de diploma para médicos estrangeiros. 

Até agora, não receberam nenhum aceno do governo federal para conversar.

Veja também:
TERESA PEROSA / Felipe Patury
Época
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...