sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Discurso de posse de Dilma tem mentiras e contradições; veja 10 frases que ficaram mal explicadas


Imagem: Reprodução / Veja
A presidente Dilma lançou mão de um discurso cheio de contradições durante sua posse, nesta quinta-feira. No campo econômico, tentou suavizar a necessidade de ajustes e sinalizou que a economia vai bem. Quando abordou o tema corrupção, colocou a Petrobras como vítima de um esquema criminoso — sem mencionar que seu partido foi um dos maiores beneficiados pela drenagem de recursos da estatal. Em sua oratória, há espaço amplo para contestação. Confira algumas frases que ficaram mal explicadas.



Imagem: Reprodução / Veja
1. Petrolão
O que Dilma disse: “Temos muitos motivos para preservar e defender a Petrobras de predadores internos e de seus inimigos externos. Por isso, vamos apurar com rigor tudo de errado que foi feito e fortalecê-la cada vez mais. Vamos, principalmente, criar mecanismos que evitem que fatos como estes possam voltar a ocorrer“.
O que ficou mal explicado: Os predadores presos pela Polícia Federal foram nomeados para os cargos por indicações de partidos e políticos aliados do seu governo, especialmente PP, PMDB e PT.

Leia também: 

Imagem: Reprodução / Veja
2. Educação
O que Dilma disse: “Gostaria de anunciar agora o novo lema do meu governo. Ele é simples, é direto e é mobilizador. Reflete com clareza qual será a nossa grande prioridade e sinaliza para qual setor deve convergir o esforço de todas as áreas do governo. Nosso lema será: Brasil, pátria educadora!”
O que ficou mal explicado: A presidente escolhe como área prioritária um ministério que tirou do controle do seu partido para usar como moeda de troca eleitoral ao ex-governador do Ceará Cid Gomes, do Pros.


Imagem: Reprodução / Veja
3. Jogos Olímpicos
O que Dilma disse: “Em 2016, os olhos do mundo estarão mais uma vez voltados para o Brasil, com a realização das Olimpíadas. Temos certeza que mais uma vez, como aconteceu na Copa, vamos mostrar a capacidade de organização do Brasil”.
O que ficou mal explicado: Se a organização dos Jogos é tão importante por que ela entregou o Ministério do Esporte ao PRB, especificamente a um ex-deputado flagrado com malas de dinheiro em um aeroporto?

Leia também: 

Imagem: Reprodução / Veja
4. PAC
O que Dilma disse: “Vamos lançar o 3º PAC, o 3º Programa de Aceleração do Crescimento e o segundo Programa de Investimento em Logística. Assim, a partir de 2015 iniciaremos a implantação de uma nova carteira de investimento em logística, energia, infraestrutura social e urbana, combinando investimento público e, sobretudo, parcerias privadas”.
O que ficou mal explicado: Até hoje, obras das duas edições do PAC não foram concluídas – algumas sequer saíram do papel.

Imagem: Reprodução / Veja
5. Reforma Política
O que ela disse: “Uma reforma profunda que é responsabilidade constitucional desta Casa, mas que deve mobilizar toda a sociedade na busca de novos métodos e novos caminhos para nossa vida democrática. Reforma política que estimule o povo brasileiro a retomar seu gosto e sua admiração pela política”.
O que ficou mal explicado: a reforma política é uma velha pretensão do PT, que vê no avanço do projeto uma janela para tentar aprovar o financiamento público de campanha – que, na prática, beneficiaria o partido com a maior fatia de recursos do fundo partidário, ou seja, ele próprio.

Imagem: Reprodução / Veja
6. Inflação
O que Dilma disse: Em todos os anos do meu primeiro mandato, a inflação permaneceu abaixo do teto da meta e assim vai continuar.
O que ficou mal explicado: a inflação está acima do teto da meta de 6,5% em 2014 há quatro meses consecutivos.



Imagem: Reprodução / Veja
7. Dívida
O que Dilma disse: Além disso, a dívida líquida do setor público é hoje menor do que no início do meu mandato.
O que ficou mal explicado: a realidade, segundo dados divulgados pelo Ministério da Fazenda na terça-feira, é que, em 2014, a dívida subiu pela primeira vez em cinco anos. Já a dívida bruta, indicador mais recomendado para medir a saúde fiscal de um país, está acima de 65,8% do Produto Interno Bruto (PIB), nível acima do que foi deixado pela administração de Lula.

Leia também: 
Wall Street vê riscos para o Brasil em 2015


Imagem: Reprodução / Veja
8. Investimento estrangeiro direto
O que Dilma disse: Os investimentos estrangeiros diretos atingiram, nos últimos quatro anos, volumes recordes.
O que ficou mal explicado: O investimento estrangeiro direto permanece estagnado no Brasil há quatro anos e as projeções são de que encerre 2014 num patamar abaixo do registrado em 2011.


Imagem: Reprodução / Veja
9. Direitos trabalhistas
O que Dilma disse: Reafirmo meu profundo compromisso com a manutenção de todos os direitos trabalhistas e previdenciários.
O que ficou mal explicado: antes de tomar posse, a presidente autorizou mudanças nos benefícios previdenciários, restringindo o acesso ao seguro-desemprego e à pensão por morte.



Imagem: Reprodução / Veja
10. Pobreza
O que Dilma disse: Em meu primeiro mandato, o Brasil alcançou um feito histórico: superamos a extrema pobreza.
O que ficou mal explicado: dados da Pesquisa Nacional por Amostragem Domiciliar (Pnad), feita pelo IBGE, mostram que, em 2013, a miséria aumentou pela primeira vez em dez anos. O número de brasileiros abaixo da linha da pobreza aumentou em 3,68% no ano passado.

Leia também: 

Veja também: 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...