sábado, 18 de abril de 2015

Ex-ministro Antonio Palocci recebeu R$ 12 milhões de 30 empresas


Imagem: Reprodução / Veja
Investigado na Operação Lava Jato, o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci recebeu, ao menos, R$ 12 milhões de 30 empresas em 2010, quando coordenou a campanha que elegeu Dilma Rousseff presidente.

Segundo reportagem da revista "Época", documentos da firma de consultoria do petista, a Projeto, revelam que seu enriquecimento coincidiu com o momento em que ele assumiu a coordenação da campanha de Dilma.


A revista teve acesso a listagem das 30 empresas que teriam feito pagamentos a Palocci, parte de uma investigação sigilosa conduzida pelo Ministério Público Federal.

Leia também: 

Uma delas foi o grupo Pão de Açúcar, que pagou R$ 5,5 milhões a Palocci em 2010. O primeiro repasse, de R$ 1 milhão, foi feito pelo escritório do ex-ministro da Justiça no governo Lula, Márcio Thomaz Bastos, morto em 2014.

Antes, o petista já havia recebido R$ 3,5 milhões. Foram, no total, 11 pagamentos sem contrato. O Pão de Açúcar disse que não iria se pronunciar.

Segundo a reportagem, Palocci atuaria para ajudar na fusão da empresa com as Casas Bahia. No entanto, a consultoria Estáter, contratada pelo Pão de Açúcar para atuar no caso, informou que Palocci não teve participação no negócio. Ao Ministério Público, o Pão de Açúcar informou que "em função da relação de confiança desenvolvida" é comum que os "serviços de assessoria jurídica sejam contratados de modo mais informal", diz a revista.

O Ministério Público investiga ainda pagamentos recebidos pelo ex-ministro do frigorífico JBS e da concessionária Caoa, que somaram R$ 6,5 milhões.

Antonio Palocci deixou a Casa Civil em junho de 2011. Ele caiu do cargo após a Folha mostrar que ele havia comprado um apartamento de R$ 6,6 milhões. O petista não explicou a origem do dinheiro. Disse apenas que provinha de consultorias.

Veja também: 







Folha de S. Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...