domingo, 5 de abril de 2015

Governo é cúmplice das ações terroristas do MST, diz senador Álvaro Dias


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O senador Álvaro Dias, em seu site, afirma que o governo federal é cúmplice das ações do MST. Para demonstrar sua afirmação, Dias mostra que, embora não tenha personalidade jurídica, o MST firma contratos e convênios com órgãos públicos, utilizando-se de outras entidades para receber recursos públicos, "com flagrante desvio de finalidade e sem prestação de contas". 


Leia abaixo o texto publicado pelo senador:

Instalamos a CPMI da Terra no Congresso há alguns anos. A presidi e descobrimos que o MST é uma sigla apenas. Não tem endereço e CNPJ. Não tem personalidade jurídica. Ou seja, juridicamente não existe e por isso não poderia celebrar convênios com órgãos públicos. Descobrimos à época que os “pseudo líderes” dos sem terra, valiam se do CNPJ da ANCA, CONCRAB, cooperativas agrícolas, além do ITERRA do Rio Grande do Sul, para a transferência de recursos públicos, com origem em vários ministérios, com flagrante desvio de finalidade e sem prestação de contas. Depois da denúncia da CPI, o TCU determinou a devolução de mais de R$15.000.000,00 aos cofres públicos. O Governo cúmplice das irregularidades tornou-se ainda mais generoso. Agora mais uma associação é utilizada para o desvio de recursos do BNDES, Caixa Econômica Federal e PETROBRAS (cerca de R$ 600.000,00) com a cumplicidade da Presidente da República, que assistiu à sua frente, diante do Palácio do Planalto, a violência praticada contra policiais, por falsos sem terra, que no dia seguinte foram recebidos por Dilma Roussef em seu gabinete com todas as honras!

Leia também: 
"Por que Stédile está solto?", pergunta analista judiciário sobre o 'chefe' do MST
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...