sábado, 30 de maio de 2015

Marcha convocada pelo opositor preso Leopoldo López leva milhares às ruas na Venezuela


Imagem: Reprodução / Yusnaby Peres
Atendendo ao pedido do opositor venezuelano Leopoldo López, preso desde fevereiro de 2014, milhares de pessoas foram às ruas do país neste sábado protestar contra o chavismo, sob o lema “Venezuela unida pela mudança”. De acordo com o partido de esquerda Vontade Popular, que coordenou as manifestações, houve marchas pacíficas em 32 cidades da Venezuela, sendo a maior delas na capital do país, Caracas.


Vestidos de branco, os venezuelanos se concentraram para exigir a libertação de 70 presos políticos, entre eles López e Daniel Ceballos, ex-prefeito de San Cristóbal, que começaram no sábado uma greve de fome. Os manifestantes também reivindicam o fim da censura no país, e a fixação de uma data para as eleições parlamentares, que deverá ter a presença de observadores da OEA e da União Europeia.

Leia também: 


— O regime quer nos distrair com ataques, montagens. Eu juro que vamos conseguir a democracia — disse a ativista Lilian Tintori, mulher de López e quem liderou a marcha em Caracas.

Já Patricia Ceballos, mulher de Daniel, e atual prefeita de San Cristóbal — que esta semana cortou o cabelo em solidariedade ao marido que foi transferido para uma penitenciária comum — disse que “vai continuar lutando pelos presos políticos”.

— Daria minha vida pela de meu marido. Não sinto apenas por ele estar preso, sinto por toda a Venezuela que está presa — disse Patrícia.

Mitzy Capriles, esposa de Antonio Ledezma, prefeito de Caracas, preso desde de fevereiro, também participou do movimento.

Nos Estados Unidos, houve uma marcha em solidariedade aos venezuelanos, que reuniu 500 pessoas, em Miami.

Veja também: 

  

O Globo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...