sexta-feira, 26 de junho de 2015

'Adeus, Dilma', diz jornalista após denúncia de caixa 2 por Ricardo Pessoa no Petrolão


Imagem: Reprodução / Expresso
O teor da delação premiada do empresário Ricardo Pessoa veio a público hoje. Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o tesoureiro da campanha de 2010 da presidente recebeu R$ 3,6 milhões de caixa 2. A revista Veja relata ainda que a campanha da reeleição da presidente, em 2014, recebeu R$ 7,4 milhões de reais. O jornalista Felipe Moura Brasil comemora as denúncias e afirma: "É hora do impeachment. É hora da cassação".

Leia abaixo o texto de Felipe Moura Brasil:
É hora do impeachment. É hora da cassação.
O Estadão soltou a bomba do dia:
“Ricardo Pessoa detalhou em depoimento de delação premiada que repassou R$ 3,6 milhões de caixa dois para o ex-tesoureiro da campanha da presidente Dilma Rousseff em 2010, José de Filippi, e o ex-tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, entre 2010 e 2014.”
[*Atualização: segundo a VEJA, o valor total para a campanha de Dilma de 2014 foi, na verdade, de 7,4 milhões de reais.]

Leia também:
Ex-presidente da UTC diz que repassou R$ 3,6 milhões aos tesoureiros de Dilma e do PT
Dilma convoca reunião após delator da Lava Jato citar ministros e dinheiro para sua campanha
Segue o jornal:
“Ele entregou aos investigadores uma planilha intitulada ‘pagamentos ao PT por caixa dois’ que relaciona os ex-tesoureiros a valores”.
Na planilha, o delator relacionou o pagamento de 2,9 milhões de reais a Vaccari.
Dinheiro sujo do petrolão.
Em fevereiro de 2011, Ricardo Pessoa deu:
- 500 mil reais para o PT;
Em março de 2011:
- outros 500 mil reais;
Em março de 2012:
- 220 mil reais;
Em 2013, foram quatro pagamentos:
- 350 mil reais em abril;
- 350 mil e 500 mil reais em dois pagamentos em julho;
- 500 mil reais em agosto.
Acabou, Dilma Rousseff!
Obrigado, Ricardo Pessoa! Viva Sérgio Moro!
É tetra! É tetra! Brasiiiiiiilllll!
Ainda segundo o jornalista, a revista Veja teve acesso aos termos do acerto da delação premiada e revela:
“O conteúdo é demolidor. As confissões do empreiteiro deram origem a 40 anexos recheados de planilhas e documentos que registram o caminho do dinheiro sujo. Em cinco dias de depoimentos prestados em Brasília, Pessoa descreveu como financiou campanhas à margem da lei e distribuiu propinas. Ele disse que usou dinheiro do petrolão para bancar despesas de 18 figuras coroadas da República. Foi com a verba desviada da estatal que a UTC doou dinheiro para as campanhas de Lula em 2006 e de Dilma em 2014. Foi com ela também que garantiu o repasse de 3,2 milhões de reais a José Dirceu, uma ajudinha providencial para que o mensaleiro pagasse suas despesas pessoais. A UTC ascendeu ao panteão das grandes empreiteiras nacionais nos governos do PT. Ao Ministério Público, Pessoa fez questão de registrar que essa caminhada foi pavimentada com propinas. Altas somas.”


Veja a lista dos acusados:

Imagem: Reprodução / Veja

Veja também:






Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...