segunda-feira, 22 de junho de 2015

Lula demostra preocupação por não ter foro privilegiado para a Lava Jato


Imagem: Reprodução / Hora Brasil
Luiz Inácio Lula da Silva afirmou a aliados que a prisão dos presidentes da Andrade Guiterrez e Odebrecht significam que ele será o próximo alvo da operação Lava Jato. Além disso, ele também se queixou da "inércia" de Dilma Rousseff em conter os danos que essa investigação vem causando.

Ele também reclamou da atuação de Aloizio Mercadante, ministro-chefe da Casa Civil, que supostamente convenceu a presidente a minimizar o impacto político da Lava Jato.

Leia também: 
Lula critica Dilma e diz que aprovação da presidente, do PT e dele próprio estão no 'volume morto'

De acordo com as fontes da Folha de S. Paulo, o ex-presidente Lula estaria preocupado por não ter foro privilegiado, significando que pode ser intimado a depor a qualquer momento. Ele também não está gostando do fato do caso estar sob condução do juiz Sérgio Moro.

A prisão dos presidentes Otávio Azevedo e Marcelo Odebrecht ligaram o "estado de alerta" do PT e preocupou o Palácio do Planalto sobre os efeitos negativos na economia. A estratégia do partido, entretanto, é afirmar que a influência dessas duas empreiteiras atingirá também outros partidos, como o PSDB.

Mas essa estratégia não elimina o clima de tensão entre os petistas. Desde o fim do ano passado, as conversas em off no meio político e empresarial era que, caso Marcelo Odebrecht "fosse preso, ele não cairia sozinho".

E vale lembrar sobre a proximidade entre Lula e a Odebrecht: a empresa já patrocinou viagens dele para fomentar negócios na América Latina e África. Alexandrino Alencar, diretor da empresa, acompanhava o ex-presidente nessas viagens.

Veja também: 




Natália Marinho 
Hora Brasil
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...