quinta-feira, 18 de junho de 2015

Renan Calheiros cobra reação 'altiva' de Dilma quanto às agressões a senadores na Venezuela


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), vai telefonar para a presidente Dilma Rousseff nesta quinta-feira (18) cobrando uma reação do governo ao que chamou de "agressões" sofridas pelos senadores brasileiros que estão em Caracas (Venezuela).

"Vou telefonar à presidente e cobrar uma reação altiva do governo brasileiro contra os fatos narrados pelos senadores. Qualquer agressão à nossa delegação é uma agressão ao Legislativo", afirmou.


Renan também cobrou providências do chanceler Mauro Vieira, com quem conversou por telefone, e disse que os gestos de "intolerância" não podem ser aceitos pelo Congresso brasileiro.

Leia também: 
'Cadê a consternação de Dilma com a morte dos brasileiros no avião abatido pela Venezuela?', pergunta colunista

"O presidente do Congresso Nacional repudia e abomina os acontecimentos narrados e vai cobrar reação altiva do governo brasileiro quanto aos gestos de intolerância. As democracias verdadeiras não admitem conviver com manifestações incivilizadas e medievais. Eles precisam ser combatidos energicamente para que não se reproduzam", disse Renan.

Na conversa, Vieira disse que a confusão ocorreu porque havia a transferência de um preso venezuelano no local onde estavam os senadores, mas Renan disse que o argumento não é suficiente para justificar a agressão aos brasileiros.

"O ministro disse que há informações de que estava havendo a transferência de um preso político, mas nada disso importa muito. O que importa muito é o clima de tensão, intimidação, ofensa, de agressão."

O presidente do Senado conversou por telefone com os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Ronaldo Caiado (DEM-GO), que integram a delegação de oito congressistas que integram a missão a Caracas.

Segundo relatos dos senadores a Renan, o ônibus da delegação brasileira foi cercado por manifestantes, que jogaram pedras e hostilizaram, intimidaram e ofenderam os congressistas. 

Veja também: 





 
 

Mariana Haubert, Ranier Bragon e Gabriela Guerreiro 
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...