quinta-feira, 2 de julho de 2015

Dirceu entra com habeas corpus para não ser preso


Imagem: Pedro Ladeira / Folhapress
Os advogados do ex-ministro José Dirceu estão dando entrada nesta quinta (2) com um habeas corpus preventivo para que ele não seja preso.

A petição está sendo encaminhada ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região.


Alegando que o petista está na "iminência de sofrer constrangimento ilegal", ou seja, de ser detido, os representantes de Dirceu, liderados pelo advogado Roberto Podval, pedem que o tribunal conceda "ordem de habeas corpus, evitando-se o constrangimento ilegal e reconhecendo o direito do paciente de permanecer em liberdade".

Leia também: 

Na petição, de 40 páginas, eles afirmam que Dirceu, investigado por receber dinheiro de empreiteiras envolvidas na operação Lava Jato, atendeu, por meio de sua assessoria, a mais de "60 clientes de 20 setores diferentes da economia, como indústrias de bens de consumo, telecomunicações, comércio exterior, logística, tecnologia da informação, comunicações e construção civil".

Eles elencam alguns dos clientes de Dirceu: "Ambev, Hypermarcas, EMS, grupo ABC –do publicitário Nizan Guanaes– e para a Telefônica, além de grandes empresários internacionais como Carlos Slim, Gustavo Cisneros e Ricardo Salinas".

Afirmam ainda que Dirceu foi surpreendido por saber, por meio da imprensa, que seu nome "havia sido enredado na assim denominada Operação Lava Jato".

E dizem que, apesar da insistência em ser ouvido, ele "nunca pôde, até o momento, mesmo querendo, explicar quaisquer dúvidas porventura existentes quanto a seus negócios, realizados no passado".

Veja também: 




Mônica Bergamo
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...