sábado, 15 de agosto de 2015

Ministro do TSE vai analisar doações de empreiteiras da Lava Jato para o PT


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O ministro Gilmar Mendes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que a Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias (Asepa), órgão do tribunal responsável pela análise das prestações de contas, informe se sete construtoras investigadas na Operação Lava Jato fizeram doações ao Partido dos Trabalhadores entre 2010 e 2014.


A ordem foi proferida nesta quinta-feira (13) dentro do processo de prestação de contas da campanha da presidente Dilma Rousseff referente às eleições de 2014, que foram aprovadas com ressalvas pelo tribunal.

Leia também: 
Dinheiro desviado da Petrobras daria para tirar 10 milhões da miséria, diz procurador do MPF
Lula recebeu R$ 27 milhões por palestras

Gilmar Mendes requisitou dados sobre doações realizadas pelas construtoras OAS, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, UTC Engenharia, Camargo Corrêa, Engevix e Odebrecht, todas investigadas no esquema de corrupção na Petrobras.

No despacho, ele justifica as informações "tendo em vista fatos amplamente noticiados pelos meios de comunicação de que doações ao Partido dos Trabalhadores (PT) foram realizadas com dinheiro de propina, supostamente oriundo de sobrepreço praticados em contrato com a administração pública".

As contas da campanha de Dilma em 2014 foram analisadas pelo próprio Gilmar Mendes, que recomendou a aprovação com ressalvas e foi seguido pelos demais ministros do tribunal em dezembro do ano passado.

Depois da aprovação, no entanto, o ministro enviou uma cópia do processo para diversos órgãos de controle - como Receita Federal, Procuradoria Geral Eleitoral e Polícia Federal – pedindo apurações sobre eventuais irregularidades. Essas investigações não podem acarretar prejuízo em relação à prestação de contas ou às ações já abertas no TSE que pedem a cassação do mandato da presidente.

Veja também: 

 






Renan Ramalho e Mariana Oliveira
G1
Editado por Folha Política
Leia mais notícias do poder e da sociedade em Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...