quinta-feira, 13 de agosto de 2015

'Teremos vergonha de olhar no espelho', diz Gilmar Mendes em julgamento de cassação de Dilma


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
No primeiro dia do julgamento de uma das ações que pedem a cassação do mandato de Dilma, Gilmar Mendes defendeu a investigação da campanha da presidente, após identificar que há indícios graves de irregularidades, como fraude na campanha. Ele citou a gráfica Focal Comunicação, segunda empresa que mais faturou em repasses da campanha petista (R$ 24 milhões), que tinha como sócio um motorista (com salário de R$ 2 mil até 2013).

Gilmar Mendes afirmou que é preciso esclarecer se as doações feitas para a campanha de Dilma serviram para lavagem da propina paga com recursos desviados da Petrobras.

Leia também: 
Vídeo de adesivaço para divulgação de protesto pelo impeachment de Dilma repercute nas redes sociais; assista

O ministro chegou a citar que ouviu uma vez que "ladrões de sindicato transformaram o país em um sindicato de ladrões" e completou dizendo que "não podemos permitir que um país se transforme em um sindicato de ladrões".

O ministro apresentou um voto, muitas vezes em tom emotivo, cobrando coragem do tribunal para discutir os processos sobre cassação e afirmou que é preciso esclarecer se houve corrupção e lavagem de dinheiro na Justiça Eleitoral, se referindo às doações.

"Os fatos são de gravidade tamanha que fingir que eles inexistem é um desrespeito à comunidade jurídica. Falar isso e voltar para casa faz com que nós sintamos vergonha de olharmos no espelho", disse.

Veja também: 

 






Márcio Falcão
Folha de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...