sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Deputado do PP citado na Lava Jato é denunciado ao STF


Imagem: Zeca Ribeiro / Folhapress
A PGR (Procuradoria Geral da República) denunciou na quinta (22) ao STF (Supremo Tribunal Federal) o deputado Nelson Meurer (PP-PR) e seus filhos Nelson Meurer Júnior e Cristiano Augusto Meurer.

O parlamentar foi denunciado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele já é alvo de um inquérito que corre no STF.


Apontado como um dos líderes do PP no esquema de corrupção da Petrobras, Meurer é acusado de ter recebido R$ 500 mil como propina para sua campanha de 2010.

Leia também: 

Os pagamentos teriam sido feitos em forma de doações eleitorais por meio da empreiteira Queiroz Galvão e ordenados por Ildefonso Colares Filho e Othon Zanoide, executivos do grupo.

Eles foram feitos para atender a um pedido do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, segundo a investigação da Polícia Federal.

Os relatórios da Polícia Federal sobre o caso também mostram que durante a grande parte da gestão de Costa na estatal, Meurer recebeu propina oriunda de contratos da diretoria de abastecimento. Ele teria se beneficiado de pagamentos entre os anos de entre 2008 e 2013.

Em uma das ocasiões, o próprio deputado teria ido pessoalmente ao escritório do doleiro Alberto Youssef, em São Paulo, buscar o dinheiro.

Nesse período, ele também teria recebido remessas de dinheiro que giravam em torno de R$ 150 mil por meio de Rafael Ângulo, "braço direito" de Youssef. O relatório da PF aponta 11 entregas que totalizam R$ 1,65 milhão.

Também há provas de que, a mando de Costa e com a ajuda do doleiro Carlos Habib Chater, Meurer teria recebido propinas de R$ 42 mil em 2009 e R$ 10 mil em 2010 de empreiteiras que fizeram pagamentos para Youssef.


Leia também: 

Meurer foi citado nos acordos de colaboração premiada de Costa e de Youssef. O ex-deputado Pedro Corrêa, que está preso em Curitiba e negocia delação, também o citou.

Esta denúncia é considerada importante pois será um modelo para outras acusações da Lava Jato no STF.

OUTRO LADO

O deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) e seus filhos Nelson Meurer Júnior e Cristiano Augusto Meurer não foram localizados pela reportagem da Folha.

Na ocasião em que Meurer foi citado pelo doleiro Alberto Youssef, que o apontou como um dos beneficiários do esquema de corrupção da Petrobras e um dos líderes do PP na operação, o parlamentar negou qualquer envolvimento com o caso.

Veja também: 






Bela Megale
Folha de S. Paulo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...