sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Lula interpela judicialmente jornalistas que o relacionam à Lava-Jato


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entraram com uma interpelação judicial contra os jornalistas Filipe Coutinho, da revista “Época”, Rodrigo Rangel e Hugo César Marques, respectivamente editor e repórter da revista “Veja”, para que esclareçam reportagens que relacionam o petista com as investigações da Operação Lava-Jato. 

Leia também: 
Sócio de Lulinha diz que 'não aguenta mais levá-lo nas costas'
Reinaldo Azevedo aponta que filho de Lula mora em apartamento de R$ 6 milhões
Filho de Lula abre novo negócio em São Paulo
Deputado quer convocar Lula e o filho a depor na CPI do BNDES
Jornalista do SBT expõe como filho de Lula derruba páginas na internet contra o PT; assista
Filho de Lula é flagrado organizando ataques em massa para tirar do ar página política do Facebook
Mário Couto pede que Lula explique como seu filho se tornou um dos mais prósperos empresários do Brasil
Sesi paga salários milionários a nora e amigos de Lula - e eles nem precisam ir trabalhar

A decisão foi anunciada nesta sexta-feira, em nota divulgada pelo Instituto Lula, que alega que o petista tem sido alvo de uma campanha de difamação com o objetivo manchar sua biografia e distorcer a percepção de sua gestão à frente da Presidência da República. “Respeitando a liberdade de imprensa, o ex-presidente exerce seu direito de ir à Justiça questionar informações equivocadas veiculadas pela imprensa”, diz a nota. Lula não é investigado pela força-tarefa da Lava-Jato, conforme os procuradores envolvidos no caso. 

Nesta semana, porém, o petista voltou a entrar no foco depois que seu nome apareceu associado a um suposto lobby internacional em favor da Odebrecht quando ele era presidente, em 2009.

Na semana passada, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, emitiu parecer favorável a que Lula seja ouvido como testemunha em um dos inquéritos da Operação Lava-Jato. O pedido para ouvir Lula foi feito pelo delegado da Polícia Federal Josélio Sousa, no inquérito que investiga a participação do PMDB, PP e PT no esquema de corrupção da Petrobras. A investigação corre no Supremo Tribunal Federal, por envolver pessoas com foro privilegiado.

Veja também:









Fernando Taquari
Valor
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...