quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Depois de defender 'governabilidade', deputados do PT decidem votar contra Cunha


Imagem: Reprodução / G1
Em reunião nesta quarta-feira (2) , a bancada do PT decidiu que os três integrantes do partido no Conselho de Ética- Zé Geraldo (PT-PA), Leo de Brito (PT-AC), e Valmir Prascidelli (PT-SP)- votarão a favor da continuidade do processo que investiga o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A decisão foi anunciada pelos três parlamentares e outros deputados petistas que participaram da discussão.

O voto do PT é considerado decisivo para que as investigações continuem, já que o placar no Conselho de Ética está apertado.

Leia também: 

"A posição de bancada é pela admissibilidade. Isso será comunicado ao governo. E o governo começa a se virar para aprovar a redução da meta fiscal. O partido tomou essa decisão. Nós agora vamos seguir lá decisão da bancada do partido. Já era uma tendência nossa. Só que agora a bancada assume uma responsabilidade", disse o deputado Zé Geraldo, que mais cedo havia dito que vivia um "dilema".

Os deputados do PT sofriam pressão do governo para apoiar Cunha e evitar, com isso, que o peemedebista abrisse processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ao mesmo tempo, a direção do partido e mais da metade da bancada exigiam a continuidade das investigações. A avaliação deste grupo era de que o desgaste político em apoiar o presidentes Câmara seria muito grande. Além disso, o partido poderia se tornar alvo permanente de chantagem.

Os três integrantes petistas do Conselho de Ética disseram que exigiram uma posição da bancada do partido, para não sofrerem sozinhos o desgaste de votar a favor ou contra o parecer que recomenda a continuidade das investigações.

O Conselho de Ética se reúne na tarde desta terça pelo segundo dia consecutivo na tentativa de votar parecer do deputado Fausto Pinato (PRB-SP) pela continuidade do processo por quebra de decoro. Aliados de Cunha tentam inviabilizar a votação fazendo retirados questionamentos ao presidente do colegiado. Nesta terça, a sessão durou 6 horas e não houve votação, apenas discussões e discursos.

Veja também: 

 
 





Nathalia Passarinho
G1
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...