sábado, 5 de dezembro de 2015

Manifestação da CUT e do MST em apoio a Dilma reúne cerca de 100 pessoas em Pernambuco


Imagem: Thays Estarque/G1
Cerca de 100 manifestantes, ligados a entidades como a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra, estão acampados em frente à sede do Comando Militar do Nordeste (CMNE) para demonstrar apoio à presidente Dilma Rousseff, que chegou à capital pernambucana às 10h35 deste sábado. A chefe do Executivo participa de reunião no local para tratar das ações de enfrentamento às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti (dengue, chikungunya e zika).

Nesta semana, o presidente da Câmara dos deputados, Eduardo Cunha (PMDB), abriu processo de impeachment para destituí-la do cargo.

Leia também: 

"Nós estamos aqui para apoiar a presidente Dilma, para deixar claro que ela não precisa aceitar as chantagens de Eduardo Cunha, nem de nenhum outro político. Que ela pode romper com a política econômica, não precisa aceitar chantagens do capital e do mercado, que os movimentos sociais, os movimentos populares, movimentos sindicais estão nas ruas para defender a democracia e defender o seu mandato legitimamente, garantido pelo povo brasileiro", explicou o presidente da CUT em Pernambuco, Carlos Veras.

O representante sindical agregou que os movimentos organizados já estão articulados para impedir a destituição da presidente. "Não é por que que a presidente Dilma prioriza os programas sociais, como o Bolsa Família, o Fundo de Garantia que ela vai perder o seu mandato. Nós já estamos nas ruas para defender o seu mandato", ponderou.

Leia também: 
Para ex-presidente do STF, que presidiu a sessão que afastou Collor, STF não deve interferir

Na reunião, a presidente também tratará do aumento exponecial dos casos de microcefalia no Estado. Pernambuco possui mais da metade dos casos registrados no país este ano. Pelo último levantamento do Ministério da Saúde, são 646 notificações, contra 1.248 em todo o Brasil. Às 12h30, a presidente deverá conceder entrevista coletiva à imprensa. O retorno para Brasília está marcado para 13h15.

Participam do evento o governador Paulo Câmara (PSB), os ministros da Saúde, Marcelo Castro, e da Integração Nacional, Gilberto Occhi, entre outras autoridades locais para tratar do combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável por transimitir dengue, chikungunya e zika vírus - esta última, associada aos casos de microcefalia. Em novembro, o governador Paulo Câmara, participou de reunião com a chefe do Executivo, que manifestou “preocupação” com a situação e afirmou que viria ao Estado.

Veja também: 

 
 
 

 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...