sábado, 27 de fevereiro de 2016

PSDB pede a cabeça de Cardozo por acobertar amante de Lula


Imagem: Sérgio Lima / Folhapress
A guerra política entre tucanos e petistas chegou aos lençóis. Em resposta à notícia de que a Polícia Federal abriu inquérito sobre as relações monetárias de Fernando Henrique Cardoso com a ex-amante Mirian Dutra, o PSDB pediu a cabeça do ministro petista José Eduardo Cardozo (Justiça). Acusou-o de perseguir FHC por inspiração do PT e de se omitir no cumprimento de suas atribuições para proteger a ex-chefe do escritório da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Noronha, que privava da intimidade de Lula.
Leia também: 
Cúpula do PT vê 'ambiente para a prisão de Lula'

Em nota oficial, o deputado Carlos Sampaio (SP), coordenador jurídico e vice-presidente do PSDB, anotou: “Em recentes episódios envolvendo Rosemary Noronha, pessoa da relação íntima de Luiz Inácio Lula da Silva, sobre quem pesam investigações por desvio de recursos públicos, a omissão do Ministério da Justiça foi aviltante, principalmente quando se constata que era e é da responsabilidade do ministro agir contra atos que importam práticas ilícitas de agentes públicos.

Para o PSDB, “não há, até o momento, um único fato que possa, mesmo em tese, configurar conduta criminosa” por parte de FHC. O inquérito foi aberto a pedido de parlamentares. O tucanato sustenta que a pressa de Cardozo contrasta também com o que o partido chama de “gritante omissão” da pasta da Justiça em relação à Operação Lava Jato. Vai abaixo a íntegra da nota assinada por Sampaio:

A gritante omissão do Ministério da Justiça desde o início da operação Lava Jato contrasta, agora, com a atuação forte do Ministro José Eduardo Cardozo em apressar a abertura de um inquérito policial contra o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso por questões de natureza exclusivamente pessoal.
Não há, até o momento, um único fato que possa, mesmo em tese, configurar conduta criminosa por parte do ex-Presidente a justificar a investigação.
A hipótese levantada de evasão de divisas é inacreditável, pois de todos os fatos narrados por Miriam Dutra restou claro que jamais ocorreu remessa ilícita de recursos ao exterior, mas sim pagamento de valores a título de contribuição para sustento do filho da jornalista, cuja paternidade foi reconhecida por Fernando Henrique Cardoso.
Leia também: 
'Odeio Lula, ele faz uma glamourização da ignorância, é um imbecil', diz o ator Lima Duarte
Lula ataca quem critica altos impostos no Brasil e defende elevada carga tributária; veja o vídeo

Em recentes episódios envolvendo Rosemary Noronha, pessoa da relação íntima de Luiz Inácio Lula da Silva, sobre quem pesam investigações por desvio de recursos públicos, a omissão do Ministério da Justiça foi aviltante, principalmente quando se constata que era e é da responsabilidade do Ministro agir contra atos que importam práticas ilícitas de agentes públicos.
Neste contexto, o PSDB, finalizando, registra que já não há mais dúvidas de que o Ministro José Eduardo Cardozo se tornou instrumento de atuação política do Partido dos Trabalhadores, perdendo sua legitimidade para continuar no cargo.

Veja também: 






Josias de Souza
Blog do Josias
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...