sábado, 5 de março de 2016

Dona da agência digital do PT negocia delação premiada na Acrônimo e na Lava Jato


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
A dona da agência Pepper Interativa, Danielle Fonteles, está em conversas avançadas com investigadores para fechar um acordo de delação premiada. A Pepper participou das campanhas petistas em 2010 e 2014 e pode ajudar tanto nos trabalhos da Operação Acrônimo como na Lava Jato. Para a Acrônimo, Danielle promete entregar informações sobre o governador mineiro Fernando Pimentel, sua mulher, Carolina de Oliveira, e o empresário Benedito de Oliveira. Na Lava Jato, ela poderia explicar o uso de recursos de caixa dois em campanhas do PT provenientes das empreiteiras Andrade Gutierrez, OAS e Queiroz Galvão. Isso porque a Pepper foi passagem de dinheiro usado nas duas últimas eleições nacionais.
Leia também: 

Danielle ficou muito próxima de um dos principais assessores e coordenadores das campanhas da presidente Dilma Rousseff, Giles Azevedo. Os investigadores querem saber até que ponto as informações da publicitária podem complicar a vida do Planalto.

Veja também: 



 




Murilo Ramos
Época
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...