terça-feira, 29 de março de 2016

Lewandowski é 'enquadrado' por ativistas após ameaçar movimentos que criticam Teori


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O ministro do STF Ricardo Lewandowski publicou nota em que afirmou que estava fazendo investigar os responsáveis por manifestações contrárias à decisão de Teori Zavascki, que, na prática, deu foro privilegiado ao ex-presidente Lula. A nota do ministro vem recebendo respostas de internautas, ativistas, e movimentos. 


Um dos administradores da página explica que nem o MCC nem as outras páginas fizeram postagens incitando a qualquer tipo de violência. Houve protestos contra a decisão de Teori Zavascki e convocação para manifestações. As manifestações, como todas até agora, foram e continuarão sendo pacíficas. 

Leia também: 

A ativista Carla Zambelli, porta-voz e líder do movimento NasRuas, publicou carta aberta ao ministro Lewandowski, em que defende a legitimidade das críticas ao ministro Teori Zavascki: "O boneco inflável satirizando o ministro Teori é tão legítimo quanto as charges críticas a autoridades que são publicadas em quaisquer jornais e revistas. Por outro, NÃO NOS DEIXAREMOS INTIMIDAR por ameaças de autoridades, veladas ou não, sempre que os interesses do nosso país estiverem em jogo".

Leia a carta da líder do NasRuas:

"O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, divulgou ontem, 28, uma nota em que afirma ter mantido, desde a semana passada, contato com autoridades da área de segurança para "coibir, reprimir e prevenir ameaças, coações e violências perpetradas contra Ministros da Corte, a pretexto de manifestar suposto inconformismo com decisões por eles proferidas.". A nota também afirma que os "responsáveis, diretos e indiretos, por tais ações criminosas estão sendo devidamente investigados".
O caráter generalista, e portanto persecutório da nota, que não discrimina manifestações legítimas de insatisfação com as decisões da Corte de outras possivelmente ilegítimas, vem causando danos à imagem de movimentos democráticos que se opõem ao governo Dilma Rousseff.
Leia também: 

Em reportagem de hoje no jornal Estado de São Paulo ("Atos contra ministros estão sendo investigados, afirma presidente do STF"), o movimento NasRuas foi citado como potencial alvo das investidas do ministro Lewandowski. O movimento NasRuas, externando o sentimento de apreensão da sociedade brasileira com a decisão do ministro Teori Zavascki de retirar processos envolvendo Lula da competência de juízo de primeiro grau, sob comando do juiz Sérgio Moro, lançou um boneco inflável na Avenida Paulista como uma sátira à decisão do ministro Teori. A nota do ministro Lewandowski foi divulgada justamente um dia após o lançamento do boneco inflável, que foi amplamente divulgado pela imprensa de todo o país.
Por um lado, o movimento NasRuas não compactua com quaisquer atos de ameaças, coações ou violências contra qualquer cidadão que seja. O boneco inflável satirizando o ministro Teori é tão legítimo quanto as charges críticas a autoridades que são publicadas em quaisquer jornais e revistas. Por outro, NÃO NOS DEIXAREMOS INTIMIDAR por ameaças de autoridades, veladas ou não, sempre que os interesses do nosso país estiverem em jogo.
Carla Zambelli
Porta-voz e líder do movimento NasRuas

O site PortalVox também critica a nota de Lewandowski. Para o site, "se verdadeira a nota do STF, Lewandosvki tem de mandar prender Lula, imediatamente".

Veja também: 












Luciana Camargo
Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...