quinta-feira, 14 de abril de 2016

Joaquim Barbosa denuncia 'má-fé, manipulação e ânimo destrutivo' do jornal Folha de S. Paulo


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa usou sua conta no Twitter para denunciar o jornal Folha de S. Paulo - que não tem qualquer relação com a Folha Política - por tentativa de associá-lo ao caso dos "Panama Papers" sem verificar os dados. Segundo Barbosa, o jornal acusou-o de não ter pago uma taxa de 2.000 dólares. Ao ser informado de que não há impostos pendentes relativos ao imóvel, o jornal limitou-se a publicar texto que afirma que o ex-ministro "nega a dívida". Joaquim Barbosa comenta: "É dessa forma que a Folha prossegue na sua já conhecida trajetória de destruir pessoas, de arruinar carreiras e negócios".

Em uma primeira sequência de tweets, Joaquim Barbosa tinha esclarecido que é proprietário de um imóvel em Miami, comprado legalmente com o fruto de seu trabalho e declarado à Receita Federal. Posteriormente, houve uma segunda sequência, comentando a abordagem do assunto pela Folha de S. Paulo. 

Leia abaixo reprodução dos tuítes com os comentários de Joaquim Barbosa:  
Retomo o tema dos últimos tuítes. Agora para expor caso claro de irresponsabilidade jornalística com objetivo de causar danos às pessoas.
Falo do jornal Folha de S. Paulo. Explico.
Como se sabe, no domingo veio à tona o escândalo "Panama Papers".  Irresponsavelmente, tentaram associar-me ao caso:
1) o jornal Miami Herald acusou-me de não ter pago uma taxa de 2.000 dólares. Mentira! A Justiça americana resolverá.
2) pior fez  a Folha de S.Paulo. Aproveitando o "gancho" do "Panama Papers" e a "cloaca" institucional brasileira, o jornal se superou.
À p 9 da edição de 4/4, inseriu foto minha ao lado da de dois políticos suspeitos da prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro
Useiro e vezeiro, o jornal mais uma vez se vale da sua costumeira má-fé, do desejo de manipulação e do seu irreprimível ânimo destrutivo.

Leia também:
Urgente: Banqueiro entrega Lula para Sergio Moro: 'Ele abençoou o esquema corrupto'; veja
 'Somos o único caso de democracia em que condenados podem mudar decisões do STF', disse Joaquim Barbosa; relembre
País será humilhado quando EUA começarem a julgar caso Petrobrás, diz Joaquim Barbosa
"Está fazendo aquilo que todo juiz deveria fazer e não faz", diz Joaquim Barbosa sobre Sérgio Moro
Veja quando Joaquim Barbosa atacou Lewandowski e Marco Aurélio Mello: 'Está fazendo vista grossa!'
Jornais do mundo pedem a saída de Dilma. Seria essa a 'mídia golpista'?
Marqueteiro de Dilma mantinha rede de blogueiros e sites 'amigos' para rebater matérias negativas
Mesmo sem ser ministro, Lula proíbe circulação de jornalistas no Planalto
Rachel Sheherazade é atacada por Fábio Porchat e blog petista admite ameaça financeira a Silvio Santos

Dos suspeitos aos quais a FSP me associou pode-se dizer: um já é reu em ação por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro;
O outro é apenas investigado, responde a um inquérito policial.
O que de concreto levou a FSP a associar minha imagem  aos temas da reportagem?
Pasmem! A mesma informação inverídica veiculada pelo Miami Herald: o não pagamento à Florida da tal taxa de 2.000 dólares
Eu procurei na segunda à tarde o Editor Executivo da FSP. Enviei-lhe texto no qual em suma eu negava os fatos.
Mais: enviei-lhe o link do site do condado de Miami-Dade, noqual se lê claramente que a tal taxa foi paga e que não há nada pendente.


Posto aqui a íntegra do texto que enviei à FSP e uma cópia do documento que comprova que a tal taxa foi, sim, paga em 2012: https://t.co/lS5cUJ1XWQ
O que fez a  FSP para reparar o erro que cometeu e o dano irreparável que me causou? Na prática, nada!!!
Num texto curto e evasivo publicado na terça, 5/4, o jornal se limitou a dizer: "Joaquim nega dívida em imóvel dos EUA".
Ou seja: nenhuma alusão à decisão "política" covarde de associar meu nome ao de pessoas acusadas de crimes graves.
Nenhuma retratação, nenhum pedido de desculpas, nem mesmo uma envergonhada  inserção no burocrático "Erramos"!!!
Pois é. É dessa forma que a Folha prossegue na sua já conhecida trajetória de destruir pessoas, de arruinar carreiras e negócios.
Anotem: a coisa não vai parar aí, pois já fui instado a prestar esclarecimentos a correspondentes de outros jornais estrangeiros. A ver.

Veja também: 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...