domingo, 24 de abril de 2016

PF pede quebra de sigilo de prestadoras de serviço da campanha Dilma/Temer


Imagem: Jorge William / Agência O Globo
Está na mesa de Rodrigo Janot o que pode aumentar os problemas da chapa Dilma Rousseff/Michel Temer.

A PF pediu a quebra de sigilo bancário, fiscal e de e-mail das gráficas Focal, Rede Seg, UMTI e VTPB, todas prestadoras de serviço da campanha que os elegeu.


As quatro receberam, juntas, R$ 59 milhões da chapa PT-PMDB. A PF já tem indícios de que o valor pago a elas vai bem além do que seriam capazes de entregar.

Leia também: 
Mais executivos relatam cobrança de propina pelo PT e BNDES entra na mira da Lava Jato
Dilma prepara ‘governo paralelo’ no Alvorada

O relator do inquérito, que corre em sigilo no STF, é Edson Fachin, mas a investigação foi aberta no ano passado na primeira instância da Justiça Federal por ordem de Gilmar Mendes.

O caso foi enviado para o Supremo devido ao foro privilegiado de Dilma e Temer. O resultado dessas quebras de sigilo pode complicar bem mais Dilma e Temer do que a perícia contábil autorizada pelo TSE nas gráficas na semana passada. Motivo: pela possibilidade de mostrar que elas foram usadas para escoar dinheiro para outros fins que não imprimir santinhos, cartazes e outdoors.

Veja também:

 





Guilherme Amado
O Globo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...