segunda-feira, 16 de maio de 2016

Ataques de Dilma pioram suas relações com ministros do STF


Imagem: Carlos Humberto / STF
O discurso de Dilma após ser intimada a deixar o Planalto pode ter sido útil para inflamar a militância, mas piorou sua relações com Legislativo e principalmente com o Judiciário. Ministros do Supremo Tribunal Federal mal disfarçam a irritação com os ataques de Dilma, atribuindo o impeachment a uma “farsa jurídica” ou ao “golpe” no qual nem ela mesma acredita, ou teria alegado isso no próprio STF. E não o fez. A informação é do colunista Claudio Humberto, do Diário do Poder.


Leia também: 

Às vésperas de um julgamento por crime de responsabilidade no Senado, não parece boa política insultar os próprios julgadores.

Condenada no Senado, Dilma poderá ainda ser processada e julgada no STF, como aconteceu com Fernando Collor.

Após o discurso de Dilma, o ex-ministro Jaques Wagner repetiu o insulto de fantasiosa “farsa jurídica” às instituições e sobretudo ao STF.

A situação da presidente junto ao STF deteriorou ainda mais neste domingo, com a divulgação de entrevista do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, à Folha de S. Paulo, em que ele revelou o teor de uma conversa que manteve com Dilma, antes do rompimento, quando ela insinuou que controlava "cinco ministros" da Corte e que eles poderiam ajudá-lo.

Veja também: 









Cláudio Humberto 
Diário do Poder
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...