quarta-feira, 1 de junho de 2016

Polícia dispersa manifestantes do MTST que invadiram escritório da Presidência em São Paulo


Imagem: Sebastião Moreira / EFE
Tropas da Polícia Militar dispersaram na tarde desta quarta-feira, 1, em São Paulo, a golpes de cassetete e bombas de gás manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto que protestavam contra o presidente em exercício Michel Temer (PMDB). Um grupo chegou a invadir o prédio onde fica o escritório da Presidência da República, na Avenida Paulista. Seis manifestantes foram presos.


Por volta de 16h30, soldados da PM chegaram ao local.

Antes de entrarem no edifício, os integrantes do MTST faziam um ato contra Michel Temer na Avenida Paulista, região central da capital paulista.

Leia também: 

Segundo Guilherme Boulos, coordenador do MTST, a manifestação é contra o ‘cancelamento’ do programa que era vitrine do governo Dilma Rousseff (PT), afastada em maio pelo Senado. O novo ministro suspendeu a modalidade 'Entidades', que repassava verbas da habitação diretamente para o movimento. 

Os manifestantes, disse Boulos, estão no térreo do prédio da Presidência e na calçada em frente. Manifestantes picharam ‘Fora Temer’ e as letras ‘MTST’ em vermelho nas paredes do edifício.

“Vamos permanecer no prédio por tempo indeterminado e já estamos montando acampamento aqui na Paulista, em frente a Presidência”, declarou Guilherme Boulos. “A Polícia está por aqui, mas não houve conflito até porque é muita gente. Vamos ficar até que o governo do seo Michel Temer retome as contratações do Programa Minha Casa Minha Vida e retome a seleção de onze mil moradias canceladas na primeira semana de sua gestão pelo Ministério das Cidades.”

Veja também: 





 

Fausto Macedo, Julia Affonso e Mateus Coutinho
O Estado de S. Paulo
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...