quarta-feira, 22 de junho de 2016

PSOL é denunciado por descumprir cota mínima feminina em propaganda


Imagem: Arquivo / Extra
O PSOL pode até levantar a bandeira em defesa do "universo feminino", mas esqueceu de expressar isso em sua propaganda partidária.


A Procuradoria Regional Eleitoral denunciou à Justiça o partido por descumprimento da cota feminina nas suas inserções em rádio e TV (pela lei, as mulheres deveriam ocupar 20% dos programas).

Leia também:

No material analisado pela PRE/RJ, houve mensagens de defesa dos direitos humanos, ética na política e problemas sociais, além da aparição de cinco filiadas ao partido. Mas o procurador regional eleitoral Sidney Madruga considera que não houve menção explícita de incentivo ao ingresso de mulheres na política, como exige a legislação.

No primeiro semestre de 2016, o PSOL teve direito a 20 minutos de inserção gratuita. Se condenado, o partido terá cassado o equivalente a cinco vezes o tempo de difusão da propaganda irregular em rádio e televisão, que foi de quatro minutos, totalizando 20 minutos de perda de seu tempo no ar.

O PSOL já é o sétimo partido este ano a ser processado por descumprimentos desta natureza. Antes, já haviam sido processados o PSB, o PMDB, o PPS, o PTC, o PEN e o PRB.


Veja também: 




 
 

 
 

Berenice Seara

Extra
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...