sábado, 2 de julho de 2016

Delegados da Lava Jato que investigaram Lula são substituídos


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Os delegados Eduardo Mauat e Luciano Flores, que integravam a equipe da Operação Lava Jato em Curitiba, serão substituídos. Os dois atuaram desde as primeiras etapas da operação, inclusive nos inquéritos ligados ao nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Mauat voltou à sua unidade de origem, no Rio Grande do Sul, Luciano Flores assumirá funções na coordenação das Olimpíadas. Até as 19h deste sábado (2), os nomes dos delegados que deverão substitui-los não tinham sido divulgados. A PF não quis se manifestar sobre o assunto.

Leia também: 
Moro já retomou inquéritos de Lula e despachou nos autos


Luciano Flores foi o responsável por interrogar o ex-presidente durante o cumprimento do mandado de condução coercitiva, em março deste ano, no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo. Lula depôs no pavilhão das autoridades do aeroporto de Congonhas por mais de três horas.

Além do depoimento, também foi realizada busca a apreensão na casa do ex-presidente, na sede do Instituto Lula e outros locais ligados ao petista. Os investigadores suspeitam que o ex-presidente tenha recebido vantagens indevidas de empreiteiras suspeitas de desvios na Petrobras.

No dia da deflagração da operação, o Instituto Lula divulgou nota dizendo que a 24ª fase da Lava Jato foi "arbitrária, ilegal e injustificável". A assessoria reafirmou ainda que Lula não recebeu vantagem indevida antes, durante ou depois do seu mandato como presidente da República.

O delegado Eduardo Mauat também foi um dos responsáveis pela condução de inquéritos ligados ao ex-presidente Lula. Entre eles, o que investiga o Instituto Lula, a empresa LILS Palestras e o sítio em Atibaia.

Veja também: 





Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...