quarta-feira, 13 de julho de 2016

PT perde a presidência da Câmara


Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O PT sofreu duríssima derrota nesta quarta-feira (13) em eleição para a presidência da Câmara. O partido não conseguiu obter o único resultado que lhe interessava: a vitória do ex-ministro de Dilma, Marcelo Castro, que, mesmo estando no PMDB (do Piauí), entrou na competição representando a agenda de Lula e Dilma.


Castro teve apenas 70 votos, ficando atrás de Rodrigo Maia (DEM-RJ), com 120 votos, e Rogério Rosso (PSD-DF), com 106 votos. Maia e Rosso foram ao segundo turno.

Leia também: 
Agentes da Força Nacional ameaçam abandonar segurança da Olimpíada

Embora Castro tivesse negado ser um candidato do PT, o partido revelou nesta quarta que ele era de fato seu candidato. O líder do PT na Câmara, Afonso Florence, deixou escapar: “Escolhemos Marcelo Castro porque além de ter votado contra o golpe, derrotou candidatos palacianos dentro de seu partido [PMDB]. Castro tem uma condução humanista e democrática”.

Castro é percebido no PMDB como um agente interno a serviço do PT para sabotar o governo Temer.

Com a derrota de Castro, o resultado é o pior possível para o PT, pois o partido teve sua imagem ainda mais danificada perante o eleitorado ao ter se recusado a apoiar a candidata do PSOL, Luiza Erundina, que confessadamente representava a agenda da extrema-esquerda.

Veja também: 

 
 

 

Jornalivre
Editado por Folha Política
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

UOL Cliques / Criteo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...